Porto Velho (RO) quarta-feira, 23 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Tarso: governo não tomará decisão precipitada sobre sucessão no Congresso


Luiza Damé - Agência O GloboBRASÍLIA - O governo vai continuar acompanhando a disputa pela sucessão na Câmara e no Senado, mas não pretende se envolver diretamente no assunto neste momento. Segundo o ministro das Relações Institucionais, Tarso Genro, a orientação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva é de que o governo não tome nenhuma posição precipitada em relação à disputa. Ele frisou que os presidentes da Câmara e do Senado precisam ser respeitados e ter bom trânsito com a oposição.- A visão que o governo tem é que não devemos apressar o ritmo de decisão sobre este problema porque tanto o presidente da Câmara como o presidente do Senado, se representa uma maioria, têm também de ter trânsito e respeitabilidade com a oposição. A presidência de uma instituição não é a presidência de um lado. Portanto, temos de acompanhar o diálogo, emitir opiniões, mas não tomar nenhuma decisão precipitada em relação ao assunto. Essa é a orientação que recebi do presidente e é assim que vou acompanhar o assunto - afirmou.O ministro, que se reuniu com o presidente na manhã desta sexta-feira no Palácio da Alvorada, disse que a sucessão no Congresso é uma disputa que deve ser travada no Parlamento, mas defendeu que o governo tenha um diálogo preferencial com os partidos que o apóiam.- Essa disputa na Câmara é uma disputa no Parlamento, não é uma questão da coalizão política que está sendo formada a propósito do governo, embora os partidos que integram o governo devam ter um diálogo preferencial para tratar dessa questão - disse.Ainda segundo o ministro, o PT tem o direito de apresentar candidato. Ele frisou, porém, que a pressão para que a decisão seja tomada logo não é bem-vinda.- O PT é nuclearmente de governo, é um partido forte, é um partido que esteve no centro da vitória do presidente e tem o direito de fazê-lo. Obviamente, a pressão nas decisões não é aconselhável porque temos de trabalhar com o conjunto da nossa base aliada - disse.

Mais Sobre Política - Nacional

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que