Domingo, 14 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Tarso Genro diz que suceder Thomaz Bastos é grande


Agência O Globo BRASÍLIA - O novo ministro da Justiça, Tarso Genro, destacou hoje "a grande responsabilidade que é suceder Márcio Thomaz Bastos na Pasta", tendo em vista que o ex-ministro "fez grande trabalho de fortalecimento institucional nas diferentes instâncias da Justiça". A afirmação foi feita durante a cerimônia de transmissão de cargo, que contou com a participação ministros de Estado, parlamentares e autoridades dos tribunais superiores, além dos governadores de Goiás, Alcides Rodrigues, e do Distrito Federal, José Roberto Arruda, empresários e funcionários do ministério. Em seu pronunciamento, Tarso Genro disse que se orgulha da Polícia Federal que o Brasil tem, porque tem agido de forma exemplar no cumprimento da lei e no combate à corrupção. "Ela (a PF) deve ser respeitada e fortalecida". O novo ministro afirmou também que a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) terá "portas constantemente abertas nesta casa para o diálogo". Genro afirmou ainda que pretende intensificar, junto com o Ministério da Educação, um processo nacional que envolva as polícias com as comunidades na oferta de serviços para a juventude, especialmente nas periferias dos grandes centros urbanos. Ao se despedir, Thomaz Bastos destacou que em nenhum momento deixou que a lealdade ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva "ameaçasse a lealdade à Justiça". Ele ressaltou a autonomia e independência do Ministério Público na condução das investigações. Segundo Bastos, no primeiro ano do governo Lula o Ministério da Justiça conseguiu "destravar alguns projetos que se arrastavam há anos nos escaninhos da burocracia", como a certificação da reserva indígena Raposa Terra do Sol, em Roraima. O ex-ministro pediu ainda a seu sucessor para "arrancar o Plano de Carreira dos servidores do ministério dos escaninhos da área econômica". O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, por sua vez, elogiou a atuação de Bastos à frente do ministério e a capacidade de dialogar com todos os setores. "Não era um companheiro do PT", disse. Segundo Lula Bastos está de saída porque "cansou" de ser ministro. A Tarso Genro, que foi deslocado da pasta de Relações Institucionais, para o Ministério da Justiça, no lugar de Bastos, Lula desejou "toda a sorte do mundo" e avisou que "o jogo é duro".

Gente de OpiniãoDomingo, 14 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou nesta sexta-feira (25) maioria de votos para determinar que a Câmara dos Deputados faça a redistribuição do

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

O Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (SInagências) conseguiu uma solução direta do governo após intensa articulaç

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Reservas foi instaurada em Rondônia para investigar possíveis irregularidades nos processos de criação

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Na tarde dessa segunda-feira (06), o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (SECOM), Paulo Pimenta, esteve r

Gente de Opinião Domingo, 14 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)