Porto Velho (RO) sexta-feira, 17 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Tarso Genro diz que suceder Thomaz Bastos é grande


Agência O GloboBRASÍLIA - O novo ministro da Justiça, Tarso Genro, destacou hoje "a grande responsabilidade que é suceder Márcio Thomaz Bastos na Pasta", tendo em vista que o ex-ministro "fez grande trabalho de fortalecimento institucional nas diferentes instâncias da Justiça".A afirmação foi feita durante a cerimônia de transmissão de cargo, que contou com a participação ministros de Estado, parlamentares e autoridades dos tribunais superiores, além dos governadores de Goiás, Alcides Rodrigues, e do Distrito Federal, José Roberto Arruda, empresários e funcionários do ministério.Em seu pronunciamento, Tarso Genro disse que se orgulha da Polícia Federal que o Brasil tem, porque tem agido de forma exemplar no cumprimento da lei e no combate à corrupção. "Ela (a PF) deve ser respeitada e fortalecida". O novo ministro afirmou também que a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) terá "portas constantemente abertas nesta casa para o diálogo".Genro afirmou ainda que pretende intensificar, junto com o Ministério da Educação, um processo nacional que envolva as polícias com as comunidades na oferta de serviços para a juventude, especialmente nas periferias dos grandes centros urbanos.Ao se despedir, Thomaz Bastos destacou que em nenhum momento deixou que a lealdade ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva "ameaçasse a lealdade à Justiça". Ele ressaltou a autonomia e independência do Ministério Público na condução das investigações.Segundo Bastos, no primeiro ano do governo Lula o Ministério da Justiça conseguiu "destravar alguns projetos que se arrastavam há anos nos escaninhos da burocracia", como a certificação da reserva indígena Raposa Terra do Sol, em Roraima. O ex-ministro pediu ainda a seu sucessor para "arrancar o Plano de Carreira dos servidores do ministério dos escaninhos da área econômica".O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, por sua vez, elogiou a atuação de Bastos à frente do ministério e a capacidade de dialogar com todos os setores. "Não era um companheiro do PT", disse. Segundo Lula Bastos está de saída porque "cansou" de ser ministro.A Tarso Genro, que foi deslocado da pasta de Relações Institucionais, para o Ministério da Justiça, no lugar de Bastos, Lula desejou "toda a sorte do mundo" e avisou que "o jogo é duro".

Mais Sobre Política - Nacional

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Está revogada a decisão do Carf que havia livrado o banco de pagamento de multa de R$ 26 bilhões por sonegação de impostos; é a maior da história...

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários protestam contra as resoluções da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da Uni