Porto Velho (RO) sexta-feira, 17 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Senadores não apresentam documentos e podem não tomar posse


Agência O GloboBRASÍLIA - Até o momento, apenas os senadores eleitos Jaime Campos (PFL- MT) e Eliseu Resende (PFL-MG) apresentaram à Secretaria Geral da Mesa do Senado a documentação exigida para que possam tomar posse em 1º de fevereiro. O secretário-geral da Mesa, Raimundo Carreiro, disse que a secretaria já enviou duas correspondências pedindo que eles entreguem a documentação.- Sem a documentação exigida pela Constituição e pela legislação, é impossível tomar posse - alertou o secretário-geral. Para serem empossados, os eleitos devem entregar à Secretaria-Geral da Mesa o diploma dado pelos TREs dos estados pelos quais foram eleitos, a declaração de bens e de renda, a cópia da sua declaração de imposto de renda referente ao ano anterior, bem como a do cônjuge e declaração de atividades econômicas ou profissionais.Os senadores eleitos devem ainda apresentar declaração de interesse - exigência do Código de Ética - na qual se declare impedido de participar em discussão e votação de determinadas matérias, caso possa contemplar algum interesse do parlamentar.

Mais Sobre Política - Nacional

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

O jornalista e escritor Palmério Dória denuncia em seu Twitter o cinismo escancarado do Grupo Globo em omitir o que ele chama de 'engenharia do caos';

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Está revogada a decisão do Carf que havia livrado o banco de pagamento de multa de R$ 26 bilhões por sonegação de impostos; é a maior da história...