Porto Velho (RO) segunda-feira, 21 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Sanguessugas: Partidos ainda decidem futuro de parlamentares acusados de envolvimento


Agência O GloboBRASÍLIA - O destino de parte dos parlamentares citados no relatório final da CPI dos Sanguessugas deve ser decidido nos próximos 15 dias pela maior parte de seus partidos. Muitos, no entanto, só saberão se serão ou não expulsos de suas legendas após investigação e julgamento pela Câmara e pelo Senado.O PFL realiza reunião, na próxima terça-feira, para decidir o futuro dos seis parlamentares suspeitos de envolvimento na compra superfaturada de ambulâncias com recursos públicos. Já o PMDB deve discutir o assunto no dia 5 ou 6 de setembro, segundo a assessoria de imprensa do partido. Oito integrantes citados no relatório da CPI dos Sanguessugas são peemedebistas. O PT, por sua vez, deve anunciar na próxima semana o destino dos dois deputados supostamente envolvidos no caso.O PL, partido com maior número de parlamentares citados (19), só pretende se manifestar após decisão do Congresso Nacional, em cassá-los ou não, ou do Poder Judiciário. O PP, com 13 citados, e PSC, com um, também optaram por aguardar o julgamento dos parlamentares pelo Congresso.O PSB, por meio de seu Conselho de Ética, solicitou à CPI informações e documentos sobre o suposto envolvimento de parlamentares do partido. Por decisão da Executiva Nacional, o partido instaurou processos disciplinares contra os quatro deputados citados.O único deputado do PSDB supostamente envolvido, Paulo Feijó, deixou o partido espontaneamente.A assessoria de comunicação do PTB, com 16 citados, e PRB, com dois, não foram localizados.

Mais Sobre Política - Nacional

GENTE QUE MUITO PULA

GENTE QUE MUITO PULA

É melhor ficar quieto e deixar que pensem que você talvez tenha errado do que mexer-se e tirar a dúvida

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos