Porto Velho (RO) sábado, 25 de maio de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Reunião sobre caos nos aeroportos termina sem divulgação de medidas concretas


Henrique Gomes Batista e Cristiane Jungblut - Agência O GloboBRASÍLIA - Após quase quatro horas de reunião no Palácio do Planalto sobre o caos vivido nos aeroportos de quase todo o Brasil há mais de dez dias, a Casa Civil divulgou na noite de ontem (13), nota em que não esclarece o que será feito para solucionar o problema, que causou o atraso de 520 vôos no país, o equivalente a 41,8% do total de pousos e decolagens.A nota, assinada pela assessoria de imprensa da Casa Civil, informa apenas que o Comando da Aeronáutica, a Infraero e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) tomarão rapidamente providências para resolver o caso."Foi determinado aos participantes da reunião, que adotem todas as medidas necessárias para sanar no menor espaço de tempo possível o problema dos atrasos nos horários dos vôos dos aeroportos brasileiros", diz o texto.O presidente da Infraero, brigadeiro José Carlos Pereira, chegou no início da tarde à reunião dizendo que os atrasos estavam acontecendo praticamente no Brasil inteiro e informou o número de atrasos, que posteriormente foi corrigido para mais. O brigadeiro fez questão de afirmar que a responsabilidade pelo controle de vôo não é da Infraero, que apenas administra os aeroportos, e sim da Aeronáutica.Perguntado se tinha a expectativa de que o problema fosse resolvido até os feriados do final do ano, disse que esperava que as pessoas pudessem viajar tranqüilamente no período de Natal e Réveillon. Pereira afirmou, no entanto, desconhecer as razões dos novos problemas. Segundo ele, a reunião convocada pela Casa Civil serviria para promover uma "sinergia" entre os órgãos envolvidos.- É a Aeronáutica que controla (os vôos). Vamos ver se a gente faz uma sinergia para ver se agente acha uma solução rápida para isso. Todos somos vítimas. Um diretor meu sofreu horrores para chegar a Brasília - disse.Além do brigadeiro José Carlos Pereira, participaram da reunião a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, o comandante da Aeronáutica, brigadeiro Luiz Carlos da Silva Bueno, e o presidente da Anac, Milton Zuanazzi.Após o encontro, a Anac disse que a nota de Casa Civil seria a única manifestação oficial sobre o assunto.

Mais Sobre Política - Nacional

Audiência Pública no Senado Federal debate violência nas escolas e as suas consequências

Audiência Pública no Senado Federal debate violência nas escolas e as suas consequências

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) do Senado Federal promove nesta terça-feira (14), às 9h, audiência pública para debater com especialist

Presidente Bolsonaro assina novas regras para atiradores e caçadores

Presidente Bolsonaro assina novas regras para atiradores e caçadores

O presidente Jair Bolsonaro assinou hoje (7), em cerimônia no Palácio do Planalto, o decreto que regulamenta a posse, o porte e a comercialização de a

Villas Bôas diz que se Jair Bolsonaro fracassar, as forças armadas vão pagar a conta

Villas Bôas diz que se Jair Bolsonaro fracassar, as forças armadas vão pagar a conta

O ex-comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, que reagiu aos ataques aos militares, de Olavo de Carvalho, guru do presidente da República

Mariana reforça luta a favor de pacientes com doenças raras

Mariana reforça luta a favor de pacientes com doenças raras

A deputada Mariana Carvalho (RO) participou na quarta-feira (24) de debate promovido pela Comissão de Defesa da Pessoa com Deficiência sobre as dif