Porto Velho (RO) quinta-feira, 16 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Reunião sobre caos nos aeroportos termina sem divulgação de medidas concretas


Henrique Gomes Batista e Cristiane Jungblut - Agência O GloboBRASÍLIA - Após quase quatro horas de reunião no Palácio do Planalto sobre o caos vivido nos aeroportos de quase todo o Brasil há mais de dez dias, a Casa Civil divulgou na noite de ontem (13), nota em que não esclarece o que será feito para solucionar o problema, que causou o atraso de 520 vôos no país, o equivalente a 41,8% do total de pousos e decolagens.A nota, assinada pela assessoria de imprensa da Casa Civil, informa apenas que o Comando da Aeronáutica, a Infraero e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) tomarão rapidamente providências para resolver o caso."Foi determinado aos participantes da reunião, que adotem todas as medidas necessárias para sanar no menor espaço de tempo possível o problema dos atrasos nos horários dos vôos dos aeroportos brasileiros", diz o texto.O presidente da Infraero, brigadeiro José Carlos Pereira, chegou no início da tarde à reunião dizendo que os atrasos estavam acontecendo praticamente no Brasil inteiro e informou o número de atrasos, que posteriormente foi corrigido para mais. O brigadeiro fez questão de afirmar que a responsabilidade pelo controle de vôo não é da Infraero, que apenas administra os aeroportos, e sim da Aeronáutica.Perguntado se tinha a expectativa de que o problema fosse resolvido até os feriados do final do ano, disse que esperava que as pessoas pudessem viajar tranqüilamente no período de Natal e Réveillon. Pereira afirmou, no entanto, desconhecer as razões dos novos problemas. Segundo ele, a reunião convocada pela Casa Civil serviria para promover uma "sinergia" entre os órgãos envolvidos.- É a Aeronáutica que controla (os vôos). Vamos ver se a gente faz uma sinergia para ver se agente acha uma solução rápida para isso. Todos somos vítimas. Um diretor meu sofreu horrores para chegar a Brasília - disse.Além do brigadeiro José Carlos Pereira, participaram da reunião a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, o comandante da Aeronáutica, brigadeiro Luiz Carlos da Silva Bueno, e o presidente da Anac, Milton Zuanazzi.Após o encontro, a Anac disse que a nota de Casa Civil seria a única manifestação oficial sobre o assunto.

Mais Sobre Política - Nacional

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Está revogada a decisão do Carf que havia livrado o banco de pagamento de multa de R$ 26 bilhões por sonegação de impostos; é a maior da história...

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários protestam contra as resoluções da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da Uni