Porto Velho (RO) quarta-feira, 21 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Quaresma: tempo de Jejum. O que é jejum, abstinência?


Hoje, quarta-feira de cinzas, tem início a quaresma. Tempo de oração, jejum e abstinência. O que é jejum? O que é abstinência?

O Dicionário de termos da Fé, de Olivier de la Brosse,assim os define:

Abstinência é privação voluntária de comida ou bebida. Virtude que se relaciona com a temperança e que regula de forma racional a privação voluntária de certos alimentos.

Jejum é ato que consiste em abster-se de comida ou bebida, total ou parcialmente, durante algum tempo.

Já o Dicionário da língua portuguesa – Michaelis, dá as seguintes definições:

Jejum é abstinência ou redução de alimentos em certos dias por penitência ou por preceito eclesiástico. É abstenção, privação. É o  mesmo que jejum natural – 4. Ignorância a respeito de determinado assunto. Jejum de preceito é aquele ordenado explicitamente pela Igreja. O chamado jejum de traspasso dura de quinta-feira santa até domingo de páscoa. O Jejum natural é estado de quem não come desde o dia anterior.

O que diz a Igreja?

A Constituição Conciliar, Sacrosanctum Concilium diz no parágrafo  110:  " A penitência quaresmal deve ser também externa e social, que não só interna e individual. Estimule-se a prática da penitência, adaptada ao nosso tempo, às possibilidades das diversas regiões e à condição de cada um dos fiéis... Mantenha-se religiosamente o jejum pascal, que se deve observar em toda a parte na Sexta-feira da Paixão e Morte do Senhor e, se oportuno, estender-se também ao Sábado santo, para que os fiéis possam chegar à alegria da Ressurreição do Senhor com elevação e largueza de espírito".

Jejum e abstinência

A Legislação complementar da CNBB quanto aos cânones 1251 e 1253 do Código de Direito Canônico  prescreve: " Estão obrigados à lei da abstinência aqueles que tiverem completado catorze anos de idade; estão obrigados à lei do jejum todos os maiores de idade (quem completou 18 anos) até os sessenta anos começados. Todavia, os pastores de almas e pais cuidem para que sejam formados para o genuíno sentido da penitência também os que não estão obrigados à lei do jejum e da abstinência, em razão da pouca idade (cf. Cân. 1252).

"No Brasil, toda sexta-feira do ano é dia de penitência, a não ser que coincida com solenidade do calendário litúrgico. Os fiéis nesse dia se abstenham de carne ou outro alimento, ou pratiquem alguma forma de penitência, principalmente obra de caridade ou exercício de piedade.

"A Quarta-feira de Cinzas e a Sexta-feira Santa, memória da Paixão e Morte de Cristo, são dias de jejum e abstinência. A abstinência pode ser substituída pelos próprios fiéis por outra prática de penitência, caridade ou piedade, particularmente pela participação nesses dias na Sagrada Liturgia"

Fonte: CNBB

Mais Sobre Política - Nacional

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Implacável para condenar lideranças do PT na República de Curitiba, a Justiça brasileira não mostra o mesmo furor para investigar e julgar os tucanões

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o anúncio da liberação de saques das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviç

A solução no Brasil passa por amenizar o atual estágio de “é de direita sou contra” x “se for de esquerda estou contra”

A solução no Brasil passa por amenizar o atual estágio de “é de direita sou contra” x “se for de esquerda estou contra”

A sociedade brasileira vive um processo de antagonismo e radicalização política sem precedentes na história. O radicalismo é tão intenso que beira ao

REFORMA DA PREVIDÊNCIA: "Proposta do relator sobre aposentadoria dos professores ainda não é justa", diz Jaqueline Cassol

REFORMA DA PREVIDÊNCIA: "Proposta do relator sobre aposentadoria dos professores ainda não é justa", diz Jaqueline Cassol

A deputada federal Jaqueline Cassol (PP-RO) criticou a proposta do relator da Reforma da Previdência, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), no que diz