Porto Velho (RO) domingo, 22 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

PV paraense apoia candidatura de Ana Júlia do PT


 
Pedro Peduzzi
Agência Brasil

Brasília – O PV paraense vai apoiar a candidata de Ana Júlia Carepa (PT) ao governo do estado, independentemente da posição que será definida pela direção nacional do partido sobre o segundo turno das eleições presidenciais.

Além disso, de acordo com o presidente do PV no Pará e integrante da executiva nacional da legenda, José Carlos Lima, o partido reitera o apoio à construção da Usina de Belo Monte, nos moldes defendidos pela candidata petista e atual governadora do estado.

“A Ana Júlia já recebia nosso apoio durante o primeiro turno. Isso foi decidido em convenção. Seria no mínimo anti-ético, para não dizer negociata ou mesmo sacanagem, que o PV mudasse de lado agora que ela passou para o segundo turno. Não tem nada a ver”, disse Lima hoje (8) à Agência Brasil.

Quanto à postura do PV em relação à construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, Lima disse que o diretório regional do partido aprova a obra, desde que as condicionantes sejam respeitadas.

“Isso já foi bastante discutido, tanto local como nacionalmente por nosso partido. O importante é que as condicionantes sejam cumpridas nos molde conquistados pela governadora, que prevê como destino de 10% da energia produzida o próprio estado do Pará”.

Lima, no entanto, manifesta preocupação com a fiscalização das condicionantes. “Está prevista a criação de uma comissão interinstitucional, composta por representantes do governo e da sociedade civil. Essa comissão ficaria responsável por fiscalizar o cumprimento das condicionantes”.

“Mas apesar de o governo manifestar publicamente concordância com a criação dessa comissão, temos sentido uma certa dificuldade de avançar no ponto relativo à inclusão de representantes da sociedade civil no grupo”, afirmou. Segundo ele, o PV quer a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) entre as entidades que cumprirão esse papel.

O presidente disse que será por meio desse grupo que se poderá evitar problemas ainda não previstos, decorrentes da obra, como o garimpo nas áreas que secarão no Rio Xingu.

“Existem muitos garimpos nas proximidades do Rio Xingu. Com a vazão do rio, áreas que atualmente estão alagadas secarão, e isso certamente despertará o interesse desses garimpeiros”.

Mais Sobre Política - Nacional

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Implacável para condenar lideranças do PT na República de Curitiba, a Justiça brasileira não mostra o mesmo furor para investigar e julgar os tucanões

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o anúncio da liberação de saques das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviç