Porto Velho (RO) quinta-feira, 17 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

PV atropela PPS e PSOL e representa sozinho contra sanguessugas


Evandro Éboli - Agência O GloboBRASÍLIA - O PV deciciu não esperar o PPS e o PSOL e, nesta terça-feira, entrou sozinho com representação no Conselho de Ética requerendo a abertura de processo de cassação contra os 69 deputados acusados pela CPI dos Sanguessugas. O texto foi entregue pelo presidente do partido, José Luiz Penna, e pelo deputado Fernando Gabeira (PV-RJ). A medida quer encurtar caminhos e fazer com que os processos cheguem ao Conselho antes das eleições, sem passar pela Corregedoria da Câmara.Gabeira disse que seu partido não aguardou as outras legendas porque tem pressa para resolver a situação dos parlamentares envolvidos no esquema.- O ritmo deles (PPS e PSOL) é um e o meu é outro. Não vou ficar esperando. Cada um tem o seu time - disse Gabeira.A represetação será enviada à Mesa da Câmara, que irá numerá-los e devolvê-los ao Conselho de Ética. Para não correr o risco de terem suspensos por oito anos seus direitos políticos, os parlamentares terão que renunciar antes da instalação do processo.

Mais Sobre Política - Nacional

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul