Porto Velho (RO) segunda-feira, 10 de agosto de 2020
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

PT nega recuo com relação à presidência da Câmara


Isabel Braga - Agência O Globo BRASÍLIA - Enquanto os atuais presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), trabalham para garantir a reeleição, os que defendem a candidatura do petista Arlindo Chinaglia (SP) acusam o golpe, mas negam qualquer recuo neste momento. Para os petistas, os apoiadores de Aldo jogam pesado, alardeando apoios que não têm. - A maneira como tentam atingir a candidatura Arlindo é ruim para as pretensões dos que querem se colocar sozinhos. Nós oferecemos a candidatura à base aliada, alguns querem impor um nome e utilizam do expediente de tiroteio. O preço poderá ser caro, deixar seqüelas. Se desgastam a relação, fica ruim para recompor - afirmou o vice-líder do PT, Fernando Ferro (PE). Os petistas iriam se reunir na noite desta terça-feira para traçar uma estratégia de ação. Há os que defendem uma reação, apresentando aos deputados os apoios conquistados até o momento. Outros entendem que a melhor opção poderá ser o recolhimento de Arlindo, que sofre as conseqüências de ser a única candidatura formalizada e alvo do tiroteio dos aliados. Os que defendem Chinaglia terão ainda que acalmar colegas de bancada que, com a derrota de Paulo Delgado para a vaga do Tribunal de Contas da União (TCU), temem nova derrota na disputa presidencial da Casa. Com a expectativa do anúncio do aumento dos parlamentares, o ato de apoio à candidatura Aldo foi adiado para a próxima semana. A idéia é usar este tempo para reunir apoios em torno da candidatura Aldo e conversar com líderes. - Defendo a tese do equilíbrio, importante para um governo de coalizão: o PMDB terá a presidência do Senado, o PT tem a presidência da República. O ambiente é favorável ao Aldo porque ele despolariza o processo de disputa e pode atrair a oposição - disse Renato Casagrande (PSB-ES). Aldo continua negando oficialmente sua candidatura: - Não creio em movimento pró-A, B ou C, mas na busca de um candidato que represente os interesses e expectativas da Casa. Não fui convidado para nenhum café-da-manhã, almoço ou jantar (sobre o ato de apoio à sua candidatura). Enquanto a base se digladia, a oposição assiste de camarote. Os líderes optaram por adotar a cautela e isenção, diante da disputa entre os grupos de Aldo e Chinaglia. No bastidores, tucanos e pefelistas dizem que é preciso ter cuidado para não fazer o jogo do PMDB. A bancada é decisiva para a vitória de qualquer um dos candidatos e poderá elevar o preço do apoio - a ser cobrado do Palácio do Planalto na partilha dos cargos - assim que o governo decidir qual dos dois candidatos terá seu apoio. O líder do PSDB, deputado Jutahy Magalhães (BA), avisa que o partido defende o critério da proporcionalidade para a eleição do presidente da Câmara, segundo o qual o PMDB, dono da maior bancada, teria o direito de indicar o nome para o posto.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu