Porto Velho (RO) quarta-feira, 23 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

PT e PMDB afinam discurso sobre disputa pela presidência da Câmara


Ilimar Franco - Agência O GloboBRASÍLIA - O PMDB e o PT afinaram nesta terça-feira o discurso sobre a disputa pela presidência da Câmara dos Deputados. Os dois partidos desistiram de lançar candidaturas próprias, continuam pleiteando o cargo, mas passaram a apostar num entendimento entre os partidos que apóiam o governo Lula. Reunidos na casa do presidente do PMDB, deputado Michel Temer (SP), os principais líderes do partido decidiram bancar a reeleição de Renan Calheiros (PMDB-AP) na presidência do Senado, e trabalhar por um entendimento na Câmara.- O PMDB está pleiteando a presidência da Câmara, mas não irá lançar candidato. É muito cedo e defendemos uma composição. Se alguém se lançar, a candidatura se torna irreversível - disse o deputado Geddel Vieira Lima (PMDB-BA).Além de Temer e Geddel, participaram do almoço o presidente do Senado, Renan Calheiros, o senador José Sarney (PMDB-AP) e o presidente do PMDB de São Paulo, Orestes Quércia. Por sua vez, o presidente do PT, Marco Aurélio Garcia, afirmou que é legítimo o PT pleitear a presidência da Câmara mesmo não tendo a maior bancada.- A tese da maior bancada deixou de ter validade quando foram eleitos os deputados Severino Cavalcanti e depois o atual presidente da Casa, Aldo Rebelo (PC do B-SP). O PT não desistiu de pleitear, mas não fará a sandice de lançar um candidato de qualquer maneira - afirmou o presidente do PT, Marco Aurélio Garcia.A posição adotada pelos dois maiores partidos na Câmara, de apostarem num acordo, e a posição do PT, de que a tese da maior bancada foi abandonada na prática, fortalece a posição do candidato de Lula: o deputado Aldo Rebelo. Como os dois partidos não abrem mão de pleitear o cargo, abre-se espaço justamente para um nome neutro.O surgimento de vários candidatos no PMDB - Eunício Oliveira (CE) e Geddel Vieira Lima - e no PT - o líder do governo Arlindo Chinaglia (SP), Walter Pinheiro (BA) e José Eduardo Cardoso (SP), também é um complicador a mais que estes partidos enfrentam para consolidar uma candidatura.

Mais Sobre Política - Nacional

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que