Porto Velho (RO) sábado, 25 de junho de 2022
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Propostas de Dilma na área social incluem ampliação do Bolsa Família


 
Marcos Chagas

Agência Brasil,
Brasília - Em um eventual governo a partir de 1º de janeiro, a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, comprometeu-se a ampliar o Programa Bolsa Família e a incluir, no benefício, indígenas, quilombolas, moradores de rua, pessoas libertadas de trabalho considerado escravo e casais sem filhos. A medida faz parte das 13 propostas de desenvolvimento social apresentadas hoje (27) pela candidata, em Brasília.

O plano não detalha como as políticas serão implementadas nem valores para viabilizá-las. Outra intenção da candidata é reajustar o valor atual do Bolsa Família. O objetivo, de acordo com material divulgado pela assessoria de campanha, é “manter o poder de compra e garantir às famílias atendidas um patamar de renda compatível com o crescimento da riqueza do país”.

Entre as medidas sociais que serão adotadas, Dilma Rousseff pretende priorizar em programas de habitação, saneamento básico e redução de despesas com energia elétrica famílias atendidas pelo Bolsa Família. Ela promete ainda fortalecer os programas de acesso à educação de todos os membros das famílias beneficiadas pelo programa.

Outra medida defendida pela candidata é “expandir e aperfeiçoar” as redes governamentais e não governamentais voltadas ao atendimento de idosos, portadores de deficiência, mulheres, crianças, e moradores de rua.

Dilma Rousseff, em suas propostas, destaca a necessidade de consolidação da área de seguridade social. Neste sentido, o plano destaca a necessidade de estabelecer o diálogo com o setor contributivo para consolidar o Sistema Brasileiro de Proteção Social que envolve os não contribuintes.

Além disso, a candidata pretende aumentar a cobertura e o volume de compras do Programa de Aquisição de Alimentos. Desta forma, seria adquirida pelo governo federal parte da produção de 450 mil agricultores familiares. Os alimentos serviriam prioritariamente para abastecer a Rede de Equipamentos Públicos de Alimentação e Nutrição do sistema de políticas de segurança alimentar.

Desta forma, os alimentos adquiridos de pequenos produtores rurais complementariam a alimentação de aproximadamente 25 milhões de pessoas atendidas pelos programas de alimentação e nutrição.

Dilma Rousseff também quer assegurar, caso eleita pelos próximos quatro anos, o abastecimento de água potável “a todas as famílias em situação de pobreza que vivem dispersas na zona rural”. Ela pretende ampliar assim a cobertura do programa de cisternas domiciliares e escolares, especialmente na região do Semiárido.

O plano para a área social também contempla a erradicação do trabalho infantil. Para isso, entre outras ações, Dilma propõe ampliar, nos municípios, a oferta de serviços de qualidade para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade “como forma de prevenção ao trabalho precoce”.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu