Porto Velho (RO) sexta-feira, 16 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Promotor pede anulação da sentença que condenou Emir Sader


Agência O GloboSÃO PAULO - O promotor de Justiça do Ministério Público de São Paulo Renato Eugênio de Freitas Peres entrou com recurso pedindo a anulação da sentença do juiz Rodrigo Cesar Muller Valente, da 22ª Vara Criminal do estado. Ele condenou o professor Emir Sader a um ano de detenção e à perda do seu cargo na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj). Em seu parecer, o promotor alega que há "incongruência, inadequação e inconsistência na decisão" do juiz. Renato Eugênio começa sua petição dizendo que a sentença contra o réu "destoa completamente de outras sentenças, praticadas inclusive na 22ª Vara, em face de acusações muito mais graves, como tráfico de entorpecentes, furtos qualificados e outros". "Assim vislumbra-se que no presente caso o professor universitário querelado foi condenado com pena de igual duração àquela que alguns juízes pretendem conferir a traficantes. Houve um tempo que chamavam situações como esta, no direito, de teratológicas", diz o promotor. "Mas não é só. Como pode agora um professor universitário ser condenado por expressão de opinião?".O juiz condenou Sader por ele ter chamado de racista o senador Jorge Bornhausen (PFL-SC), que se sentiu ofendido pelo professor.

Mais Sobre Política - Nacional

 JUSTIÇA SUÍÇA APONTA R$ 43,2 MILHÕES EM FINANCIAMENTO ILEGAL DE SERRA

JUSTIÇA SUÍÇA APONTA R$ 43,2 MILHÕES EM FINANCIAMENTO ILEGAL DE SERRA

Dinheiro para financiar a campanha presidencial do PSDB

Jair Bolsonaro diz que programa Mais Médicos não será suspenso

Jair Bolsonaro diz que programa Mais Médicos não será suspenso

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, disse ontem (14) que manterá o programa Mais Médicos e vai substituir os cerca de 8.500 profissionais cubanos p

JUÍZA SUBSTITUTA DE MORO NEGA PEDIDO DE LULA PARA SER INTERROGADO DE NOVO

JUÍZA SUBSTITUTA DE MORO NEGA PEDIDO DE LULA PARA SER INTERROGADO DE NOVO

A juíza federal substituta Gabriela Hardt negou, nesta terça-feira (13), o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que ele