Porto Velho (RO) terça-feira, 20 de outubro de 2020
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Posse de Lula terá shows grátis para garantir público


Isabel Braga - Agência O Globo BRASÍLIA - O PT quer dividir com partidos e aliados do movimento sindical e social a tarefa de custear e garantir público na festa de posse do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em seu segundo mandato. A idéia é tentar atrair entre 40 mil e 50 mil pessoas - metade dos que compareceram à primeira posse. Serão convocados não só os aliados de primeira hora, como PCdoB e PSB, mas também integrantes do governo de coalizão, como o PMDB. A festa contará até com "shows grátis" de artistas famosos, chamados pelo PT de "manifestações culturais". Por determinação de Lula, a posse será "simples". - Essa festa é distinta da primeira festa, quando não éramos governo. Vamos tentar trazer entre 40 mil e 50 mil pessoas e lotar a Praça dos Três Poderes - disse o secretário de Finanças do PT, Paulo Ferreira. Ao contrário da posse de janeiro de 2003, a do ano que vem terá apresentação de artistas e cantores, mas que não receberão cachê. Como revelaram na semana passada assessores do Palácio do Planalto, serão convidados para a posse oficial no Palácio de 700 a 800 convidados, inclusive beneficiários de programas como Bolsa Família e grandes artistas, como a Escola de Samba Estação Primeira da Mangueira. Segundo integrantes do Planalto envolvidos na preparação da posse, a festa vai durar de 3 a 4 horas e Lula fará dois discursos. Primeiro, o presidente tomará posse às 16h no Congresso, onde fará o discurso. De lá, seguirá para o Palácio do Planalto, onde dará posse aos ministros e fará um segundo discurso no parlatório, de frente para a Praça dos Três Poderes. Os detalhes da posse foram discutidos nesta sexta-feira pelos partidos e ainda por entidades como a CUT e UNE, em reunião realizada na sede do PT em Brasília. A expectativa é de que cada partido e cada entidade financie a vinda de seus integrantes à festa, cobrindo os gastos com passagem e hospedagem. Paulo Ferreira disse não ter idéia dos custos dessa posse e que aguarda uma posição dos outros partidos para saber com quanto poderão ajudar. O governo irá se responsabilizar pela parte oficial do evento, como o desfile em carro aberto da Catedral até o Congresso e a festa no Planalto. Depois do discurso no parlatório, a cerimônia oficial estará encerrada e estará aberta a festa popular. A festa popular seguirá com a apresentação de artistas em um único palco montado na Praça dos Três Poderes. Entre os artistas estão previstas a vinda do Olodum, de Leci Brandão e Geraldo Azevedo. A dupla Zezé di Camargo e Luciano estará de férias em janeiro. O deputado distrital Chico Vigilante (PT), disse que, mesmo com dívidas da campanha eleitoral, é preciso comemorar a nova posse. Serão espalhados panfletos e cartazes sobre a posse. - A história do movimento sindical é sempre de viver devendo, uma dívida a mais ou a menos não faz mal. Mas não vamos fazer uma farra - afirmou o petista. O publicitário João Santana sugeriu o uso do slogan "Estive na segunda posse do presidente Lula" em camisetas, cartazes e faixas para estimular a presença de pessoas na festa.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu