Porto Velho (RO) domingo, 24 de junho de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

PF vai pedir quebra de sigilo de bancos


Agência O Globo BRASÍLIA - Esta semana é decisiva para as investigações da compra do dossiê contra candidatos tucanos. Na tentativa de esclarecer o episódio, a Polícia Federal pedirá à Justiça Federal de Mato Grosso a quebra do sigilo telefônico do ex-chefe do serviço de inteligência do PT Jorge Lorenzetti; do diretor do Banco do Brasil, Expedito Afonso Veloso; e do ex-secretário de Trabalho Osvaldo Bargas, ex-assessor do presidente do PT, Ricardo Berzoini. Os três petistas, que trabalhavam no comitê da campanha pela reeleição do presidente Lula, são suspeitos de participação na operação e não convenceram os responsáveis pelas investigações com seus depoimentos na PF, em Brasília, na sexta-feira.De acordo com reportagem do jornal "O Globo", o delegado Diógenes Curado Filho pode pedir ainda a quebra do sigilo bancário dos três. Para esclarecer a origem do dinheiro, a PF também quer pedir à Justiça a quebra do sigilo de agências bancárias em que foi feito o saque do R$ 1,1 milhão apreendido com os petistas Gedimar Passos e Valdebran Padilha no hotel em que foram presos em São Paulo.Os investigadores esperam apenas que o Departamento de Inteligência da PF, em Brasília, termine a análise das informações para indicar de que agências o dinheiro pode ter saído. Os investigadores devem pedir ainda ajuda ao Banco Central e ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) - que acompanha toda movimentação bancária acima de R$ 100 mil - para fazer um rastreamento dos saques. A análise da PF é feita com base nas cintas que envolviam parte do dinheiro apreendido. Já foram identificadas notas que passaram pelo Bradesco, pelo Bank Boston e pelo Banco Safra.- Nós precisamos saber se isso é recurso proveniente de caixa de campanha, se isso é recurso proveniente do crime organizado, se isso é recurso proveniente de assalto aos cofres públicos ou se é proveniente de doação. Essa é a questão central. Esta é a questão que precisa ser esclarecida. E, para isso, o Banco Central e o Coaf são instituições extremamente importantes e decisivas - afirma o procurador da República do Mato Grosso, Mário Lúcio Avelar.A Justiça Federal de Mato Grosso aguarda parecer do Ministério Público Federal para decidir sobre o pedido de liberdade de Luiz Antonio Vedoin, um dos acusados de chefiar a máfia das ambulâncias. O procurador Mário Lúcio Avelar já adiantou que é contra o relaxamento da prisão.

Mais Sobre Política - Nacional

Marco Aurélio Mello culpa Cármen Lúcia por prisão ilegal de Lula

Marco Aurélio Mello culpa Cármen Lúcia por prisão ilegal de Lula

 247 – Um dia depois de denunciar à televisão portuguesa que o ex-presidente Lula está preso ilegalmente no Brasil (saiba mais aqui), o ministro Marco

 'Decisão de Fux já custou mais de R$ 4 bi ao País'

'Decisão de Fux já custou mais de R$ 4 bi ao País'

"Uma decisão tomada há quase quatro anos pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, já custou mais de R$ 4 bilhões aos cofres públicos sem

No mesmo dia em que manobrou contra Lula, Fachin livrou Temer

No mesmo dia em que manobrou contra Lula, Fachin livrou Temer

Fachin arquivou uma investigação da Polícia Federal que recaía contra Temer. A apuração era sobre um manuscrito apreendido no gabinete do senador pel

Ministro de Temer fala em 'guerra letal' nas favelas e avisa que 'criança bonitinha' pode virar alvo

Ministro de Temer fala em 'guerra letal' nas favelas e avisa que 'criança bonitinha' pode virar alvo

"Você vê uma criança bonitinha, de 12 anos de idade, entrando em uma escola pública, não sabe o que ela vai fazer depois da escola. É muito complicado