Porto Velho (RO) quinta-feira, 17 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

PF apreende caminhões com carregamento de madeira ilegal no Pará


Agência O GloboSANTARÉM - Após uma denúncia anônima, a Polícia Federal encontrou uma serraria, na região da hidrelétrica Curuá-Una, no Pará, onde havia 780 toras de madeira ilegal, sete caminhões com madeira e armas (carabina, espingarda e rifle). Duas pessoas foram presas em flagrante por crime ambiental e porte ilegal de armas. No lugar, trabalhavam 67 funcionários cortando e pranchando toras de madeira. Nenhum deles tinha registro de trabalho.Por conta do péssimo estado das estradas, abertas pelos próprios madeireiros para escoar a mercadoria, os agentes da PF tiveram dificuldades para chegar à serraria. Na operação, outras pessoas envolvidas foram encaminhadas à delegacia da Polícia Federal e liberadas em seguida.

Mais Sobre Política - Nacional

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que