Porto Velho (RO) quinta-feira, 17 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Petrobras quer retomar prospecção no norte da Bolívia


Agência O GloboLA PAZ - A Petrobras e a empresa francesa Totalfinaelf desejam retomar a prospecção de hidrocarbonetos em uma concessão do noroeste da Bolívia, assim que assinarem um novo contrato com o governo boliviano, informou nesta terça-feira a estatal brasileira.A Petrobras afirma em comunicado que, em sociedade com a Total, obteve a concessão do Bloco Río Hondo, localizado nos departamentos de La Paz, Beni e Cochabamba, da companhia estatal Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB) em 2001, mas suspendeu as operações em 2004.A disposição da Petrobras em retomar a prospecção foi anunciada uma semana depois de o governo de La Paz informar que existe petróleo nessa região, e que a americana Franklin Gás Oil tem interesse em investir no projeto.A Petrobras disse que suspendeu suas operações em setembro de 2004 porque o governo do ex-presidente Carlos Mesa (2003-2005) considerou o projeto "inviável", diante da oposição de grupos de defesa do meio ambiente à prospecção na região, que possui proteção ambiental.As empresas disseram ter feito todos os esforços para a prospecção no bloco Río Hondo, mas que não foi possível "pela falta de uma posição clara do governo (da época) sobre as operações na região"."A Petrobras possui direitos de prospecção estabelecidos em um contrato de joint venture. Esta não é, portanto, uma área livre suscetível a ser entregue a outra companhia", advertiu.Para retomar a prospecção, o consórcio precisa de uma licença ambiental que só poderá ser obtida se o Executivo concretizar a alteração dos contratos da antiga legislação petrolífera para a atual.A empresa brasileira afirmou na semana passada que os diálogos para a obtenção de um novo acordo foram interrompidos pelo governo boliviano.

Mais Sobre Política - Nacional

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul