Porto Velho (RO) domingo, 19 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Pensão alimentícia não pode mais ser fixada em salários mínimos


Agência O GloboRIO - O salário mínimo não pode mais ser utilizado para estipular o valor da pensão alimentícia, devendo a verba alimentar ser estipulada em valor certo e com correção monetária anual definida.A decisão, do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul (TJRS), foi expressa, de forma unânime, em quatro decisões da 7ª Câmara Cível do tribunal gaúcho, em sessão de julgamento ocorrida no dia 2 deste mês, e muda a orientação do Colegiado em relação ao tema, a partir de reflexão proposta pelo desembargador Luiz Felipe Brasil Santos. A notícia consta no site jurídico IOB Online.- Em ações de alimentos, temos adotado até agora o critério de indexar a verba ao salário mínimo, sempre que o prestador não possua vínculo empregatício. No entanto, considero que é hora de repensarmos a matéria - observa o magistrado, cujas conclusões foram acompanhadas pelos desembargadores Sérgio Fernando de Vasconcellos Chaves e Ricardo Raupp Ruschel.O desembargador Brasil Santos, relator de uma das apelações que apreciaram a questão, assinalou que são cada vez mais freqüentes ações revisionais promovidas por alimentantes que seus ganhos não acompanham a evolução do salário mínimo.Conforme ressaltou, o salário mínimo, de 1994 a 2006, teve variação de 440% - passando de R$ 64,79 para R$ 350,00 -, ao passo que no mesmo período o índice do IGP-M foi de 265%, e o do INPC, 203%.O piso salarial é instrumento de política econômica e não tem qualquer compromisso com a variação do poder aquisitivo da moeda - atenta o desembargador, de acordo com o IOB Online.

Mais Sobre Política - Nacional

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

BLOG NOCAUTECom informações do Poder 360A Editora Abril, que já foi a maior do Brasil, acumulou dívidas de cerca de R$ 1,6 bilhão. Só na semana passad

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

O jornalista e escritor Palmério Dória denuncia em seu Twitter o cinismo escancarado do Grupo Globo em omitir o que ele chama de 'engenharia do caos';

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di