Porto Velho (RO) domingo, 15 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Partidos que não atingiram cláusula de barreira devem recorrer a federação de partidos


Agência O GloboBRASÍLIA - Para tentar garantir a sobrevivência, a saída para os partidos que não atingiram a cláusula de barreira é a aprovação do projeto que cria as federações partidárias, proposto pelo senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE). O projeto já passou pela Senado e começa a ser negociado na Câmara pelo presidente Aldo Rebelo (PCdoB-SP). Esse tipo de organização permite que vários partidos se unam para disputar eleições e atuar no Congresso em bloco.Dos 26 partidos que disputaram as eleições, 20 não deverão cumprir a cláusula de barreira - dispositivo que exige uma votação mínima para deputado federal para que as legendas tenham pleno direito a funcionamento. Entre os que não conseguirão cumprir essa exigência estão partidos históricos, como PCdoB, PTB e PDT, o novato PSOL e o desconhecido PTC, mesmo com a expressiva votação de seu principal representante, o estilista Clodovil Hernandez (SP), quase eleito deputado federal. No Rio, o deputado Chico Alencar (PSOL) se reelegeu com votação expressiva, mas seu partido não ultrapassará a barreira.Votações expressivas de alguns candidatos do PSB, como o ex-ministro Ciro Gomes (CE) - que deverá bater em 500 mil votos - e do vice-líder do governo na Câmara Beto Albuquerque (RS) garantem ao partido o cumprimento da cláusula de barreira. Além disso, o partido fez um trabalho de expansão no país para cumprir a exigência da legislação. Também devem cumprir a cláusula PT, PMDB, PFL, PSDB e PP.A cláusula de desempenho estabelece que, para ter funcionamento total, os partidos devem conquistar 5% dos votos nacionais para a Câmara e mais 2% em pelo menos nove estados. É a primeira eleição em que esta exigência está sendo aplicada. Depois das eleições, os partidos passarão por um processo de reacomodação, com muitas trocas de legenda.O não-cumprimento da cláusula significa que esses partidos terão direito a recursos residuais do fundo partidário e a tempo simbólico na propaganda de rádio e televisão. Os parlamentares também não podem integrar comissões e CPIs, além de não poderem disputar a presidência da Câmara ou do Senado.

Mais Sobre Política - Nacional

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Implacável para condenar lideranças do PT na República de Curitiba, a Justiça brasileira não mostra o mesmo furor para investigar e julgar os tucanões

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o anúncio da liberação de saques das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviç