Porto Velho (RO) quarta-feira, 21 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Parte das atribuições do controle aéreo em Brasília passará para Rio e SP


Regina Alvarez e Henrique Gomes Batista - Agência O GloboBRASÍLIA - O comandante da Aeronáutica, brigadeiro Luiz Carlos da Silva Bueno, anunciou uma medida para descentralizar o controle aéreo brasileiro, que atualmente é concentrado no Cindacta 1, centro de Brasília, responsável por 80% dos vôos do país. A idéia é equipar os centros do Rio de Janeiro e de São Paulo, que atualmente funcionam apenas como centros de aproximação, o que significa que não têm capacidade para atender vôos de cruzeiros (aqueles acima de 25 mil pés).A Aeronáutica informou que irá comprar equipamentos e providenciar o treinamento de pessoal para atuar no Rio e em São Paulo, que deverão começar a funcionar como o centro de Brasília dentro de seis a oito meses, segundo Bueno.No curto prazo, o brigadeiro disse que o Cindacta 1 passará a operar, em dezembro, com sete controladores de vôo a mais. Com isso, o centro que atualmente trabalha com 175 controladores, contará com 182.- Tudo isso são medidas visando à segurança dos usuários - disse Bueno.Falta de técnico para corrigir paneO ministro da Defesa, Waldir Pires, disse nesta quinta que o Brasil não tinha técnicos especializados em solucionar o problema que, na terça-feira, interrompeu todas as comunicações entre aviões e torres de controle do Cindacta 1, tornando inoperantes por três horas todos os aeroportos do Sudeste e do Centro-Oeste, causando a maior pane da aviação civil brasileira.O minstro falou a deputados da comissão extraordinária criada para investigar as causas do caos do tráfego aéreo. O problema de comunicação só pôde ser verificado porque, por casualidade, um técnico francês que trabalha na empresa italiana que fabricou o rádio utilizado pela Aeronáutica, estava em Manaus e foi transferido às pressas para Brasília.A Aeronáutica já concluiu que a pane na central de rádio do Cindacta de Brasília foi provocada por erro humano. O equipamento principal falhou e, na hora de transferir, as comunicações para o sistema reserva, um técnico encaixou uma peça de forma equivocada. Os investigadores também concluíram que o erro não foi intencional. De acordo com gravações obtidas com exclusividade pelo "Jornal Nacional", da TV Globo, as falhas na comunicação entre pilotos e controladores de vôo têm sido freqüentes.Mais cedo, o presidente da Anac, Milton Zuanazzi, dissera que o governo estuda a criação de novos quatro centros de controle, que funcionariam como reservas aos atuais quatro Cindactas (Centros Integrados de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo). Zuanazzi afirmou ainda que o governo já comprou equipamentos de reserva, iguais aos que falharam na terça-feira, e que eles devem estar completamente instalados até o fim da semana que vem. E, ainda segundo ele, o governo já está providenciando a compra de um novo sistema de rádio para ser instalado em São Paulo, como determinou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em uma reunião emergencial sobre a crise na terça-feira.

Mais Sobre Política - Nacional

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Implacável para condenar lideranças do PT na República de Curitiba, a Justiça brasileira não mostra o mesmo furor para investigar e julgar os tucanões

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o anúncio da liberação de saques das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviç

A solução no Brasil passa por amenizar o atual estágio de “é de direita sou contra” x “se for de esquerda estou contra”

A solução no Brasil passa por amenizar o atual estágio de “é de direita sou contra” x “se for de esquerda estou contra”

A sociedade brasileira vive um processo de antagonismo e radicalização política sem precedentes na história. O radicalismo é tão intenso que beira ao

REFORMA DA PREVIDÊNCIA: "Proposta do relator sobre aposentadoria dos professores ainda não é justa", diz Jaqueline Cassol

REFORMA DA PREVIDÊNCIA: "Proposta do relator sobre aposentadoria dos professores ainda não é justa", diz Jaqueline Cassol

A deputada federal Jaqueline Cassol (PP-RO) criticou a proposta do relator da Reforma da Previdência, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), no que diz