Porto Velho (RO) segunda-feira, 20 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Para CNBB, expansão do mercado de etanol pode levar a êxodo rural


Bárbara Lobato
Da Agência Brasil


Brasília - A expansão do mercado de etanol pode causar impactos na área rural e há riscos de o país se tornar um enorme canavial, alertou o vice-presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Antônio Celso de Queirós.

Em entrevista coletiva ele demonstrou essa preocupação com base na possibilidade de o etanol ser adotado como commodity - produto cotado internacionalmente e cujo valor é definido a partir de condições definidas pelo mercado, como o petróleo e a soja.

Desde a visita do presidente norte-americano George W. Bush ao Brasil, no ínicio do mês, lembrou, o assunto vem sendo debatido. Para o vice-presidente da CNBB, "as condições de como a expansão ocorrer podem causar situações de miséria". Ele disse ainda que "as pessoas, geralmente vindas da região Nordeste, deixam as famílias para se dedicar, por exemplo, à plantação de cana-de-açúcar".

O secretário-geral da CNBB, dom Odilo Pedro Scherer, também na entrevista coletiva, havia afirmado que a sociedade precisa se preocupar com o impacto social que pode ser provocado pela comercialização do etanol: "Já imaginamos o êxodo rural que pode ocorrer por causa dos canaviais. Por isso é importante a sociedade ser alertada sobre os impactos sociais e ambientais de projetos como esse".

 

Mais Sobre Política - Nacional

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

BLOG NOCAUTECom informações do Poder 360A Editora Abril, que já foi a maior do Brasil, acumulou dívidas de cerca de R$ 1,6 bilhão. Só na semana passad

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

O jornalista e escritor Palmério Dória denuncia em seu Twitter o cinismo escancarado do Grupo Globo em omitir o que ele chama de 'engenharia do caos';

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di