Porto Velho (RO) sexta-feira, 29 de maio de 2020
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Pão francês: a partir dia dia 20 de outubro, vale quanto pesa


Marcos Crivelaro* A origem do pão francês ocorreu após a Revolução Francesa quando o consumo de pão de trigo expandiu-se como hábito alimentar no Ocidente. Provavelmente daí originou-se o pão de 50 gramas, vindo da França, o "Pão Francês". O pãozinho francês, presente diariamente na mesa do brasileiro, será comercializado de forma diferente a partir do dia 20 de outubro. Tradicionalmente vendidos por unidade, os pães serão vendidos agora por peso. Em consulta pública realizada pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), 70,34% das pessoas disseram preferir comprar o pão francês por peso em vez de unidade. Isto é reflexo das irregularidades relatadas pelos institutos Instituto de Pesos e Medidas (Ipem) e Inmetro de todo o país, que autuaram cerca de 20% das padarias visitadas somente no primeiro semestre deste ano. As irregularidades máximas atingiam uma redução de 15% no peso do pão francês. A nova medida evita o prejuízo que o consumidor sofre quando o pão está abaixo do peso legal. Além disso, inibe o prejuízo das padarias quando o peso fica acima do previsto. O pão francês é o item de maior venda das padarias oferecendo alta lucratividade. Por exemplo, para fazer 600 pães franceses o custo com ingredientes é de R$ 36,00. Sendo assim, o custo por pão será de R$ 36,00/600 = R$ 0,06. Desta maneira, o seguinte cálculo deve ser feito para conseguir uma venda com alta lucratividade: 5 x R$ 0,06 = R$ 0,30 por unidade. O valor do quilo do pão também seguirá, a princípio, o seguinte cálculo: 20 pães de 50g, custando R$ 0,30 a unidade, resultam em 1 quilo e totalizam R$ 6,00. Portanto, este deverá ser o preço na maioria das padarias. Porém, devido à concorrência, será possível encontrar pães a preços menores, como nos supermercados, onde o pão já é vendido por um valor mais baixo, podendo serem vendidos ao valor de R$ 3,00 o quilo. Todas as panificadoras precisam ter balanças já adaptadas para a nova sistemática de comercialização. Deverão usar balanças de divisões menores (de 2g) para que o consumidor tenha absoluta certeza de que o peso real do pão está correto. Porém, na maioria das padarias, as balanças pesam com a divisão de 5 em 5g. As indústrias que fabricam balanças já projetam um aumento nas vendas, principalmente no último trimestre deste ano.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu