Porto Velho (RO) sexta-feira, 18 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Pão francês: a partir dia dia 20 de outubro, vale quanto pesa


Marcos Crivelaro* A origem do pão francês ocorreu após a Revolução Francesa quando o consumo de pão de trigo expandiu-se como hábito alimentar no Ocidente. Provavelmente daí originou-se o pão de 50 gramas, vindo da França, o "Pão Francês".O pãozinho francês, presente diariamente na mesa do brasileiro, será comercializado de forma diferente a partir do dia 20 de outubro. Tradicionalmente vendidos por unidade, os pães serão vendidos agora por peso.Em consulta pública realizada pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), 70,34% das pessoas disseram preferir comprar o pão francês por peso em vez de unidade.Isto é reflexo das irregularidades relatadas pelos institutos Instituto de Pesos e Medidas (Ipem) e Inmetro de todo o país, que autuaram cerca de 20% das padarias visitadas somente no primeiro semestre deste ano. As irregularidades máximas atingiam uma redução de 15% no peso do pão francês.A nova medida evita o prejuízo que o consumidor sofre quando o pão está abaixo do peso legal. Além disso, inibe o prejuízo das padarias quando o peso fica acima do previsto.O pão francês é o item de maior venda das padarias oferecendo alta lucratividade. Por exemplo, para fazer 600 pães franceses o custo com ingredientes é de R$ 36,00. Sendo assim, o custo por pão será de R$ 36,00/600 = R$ 0,06.Desta maneira, o seguinte cálculo deve ser feito para conseguir uma venda com alta lucratividade: 5 x R$ 0,06 = R$ 0,30 por unidade. O valor do quilo do pão também seguirá, a princípio, o seguinte cálculo: 20 pães de 50g, custando R$ 0,30 a unidade, resultam em 1 quilo e totalizam R$ 6,00.Portanto, este deverá ser o preço na maioria das padarias. Porém, devido à concorrência, será possível encontrar pães a preços menores, como nos supermercados, onde o pão já é vendido por um valor mais baixo, podendo serem vendidos ao valor de R$ 3,00 o quilo.Todas as panificadoras precisam ter balanças já adaptadas para a nova sistemática de comercialização. Deverão usar balanças de divisões menores (de 2g) para que o consumidor tenha absoluta certeza de que o peso real do pão está correto. Porém, na maioria das padarias, as balanças pesam com a divisão de 5 em 5g. As indústrias que fabricam balanças já projetam um aumento nas vendas, principalmente no último trimestre deste ano.

Mais Sobre Política - Nacional

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que