Porto Velho (RO) sábado, 21 de julho de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Pão francês: a partir dia dia 20 de outubro, vale quanto pesa


Marcos Crivelaro* A origem do pão francês ocorreu após a Revolução Francesa quando o consumo de pão de trigo expandiu-se como hábito alimentar no Ocidente. Provavelmente daí originou-se o pão de 50 gramas, vindo da França, o "Pão Francês".O pãozinho francês, presente diariamente na mesa do brasileiro, será comercializado de forma diferente a partir do dia 20 de outubro. Tradicionalmente vendidos por unidade, os pães serão vendidos agora por peso.Em consulta pública realizada pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), 70,34% das pessoas disseram preferir comprar o pão francês por peso em vez de unidade.Isto é reflexo das irregularidades relatadas pelos institutos Instituto de Pesos e Medidas (Ipem) e Inmetro de todo o país, que autuaram cerca de 20% das padarias visitadas somente no primeiro semestre deste ano. As irregularidades máximas atingiam uma redução de 15% no peso do pão francês.A nova medida evita o prejuízo que o consumidor sofre quando o pão está abaixo do peso legal. Além disso, inibe o prejuízo das padarias quando o peso fica acima do previsto.O pão francês é o item de maior venda das padarias oferecendo alta lucratividade. Por exemplo, para fazer 600 pães franceses o custo com ingredientes é de R$ 36,00. Sendo assim, o custo por pão será de R$ 36,00/600 = R$ 0,06.Desta maneira, o seguinte cálculo deve ser feito para conseguir uma venda com alta lucratividade: 5 x R$ 0,06 = R$ 0,30 por unidade. O valor do quilo do pão também seguirá, a princípio, o seguinte cálculo: 20 pães de 50g, custando R$ 0,30 a unidade, resultam em 1 quilo e totalizam R$ 6,00.Portanto, este deverá ser o preço na maioria das padarias. Porém, devido à concorrência, será possível encontrar pães a preços menores, como nos supermercados, onde o pão já é vendido por um valor mais baixo, podendo serem vendidos ao valor de R$ 3,00 o quilo.Todas as panificadoras precisam ter balanças já adaptadas para a nova sistemática de comercialização. Deverão usar balanças de divisões menores (de 2g) para que o consumidor tenha absoluta certeza de que o peso real do pão está correto. Porém, na maioria das padarias, as balanças pesam com a divisão de 5 em 5g. As indústrias que fabricam balanças já projetam um aumento nas vendas, principalmente no último trimestre deste ano.

Mais Sobre Política - Nacional

MST protesta em frente ao STF contra privilégios do Judiciário

MST protesta em frente ao STF contra privilégios do Judiciário

Ação foi feita pelo Grupo de Agitação e Propaganda do movimento e também denunciou prisão política de Lula

CNJ intima Favreto, Gebran e Moro sobre HC de Lula

CNJ intima Favreto, Gebran e Moro sobre HC de Lula

O ministro corregedor do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), João Otávio de Noronha, intimou os desembargadores Rogério Favreto e João Pedro Gebran Ne

Vice-presidente do STJ nega liberdade a Lula

Vice-presidente do STJ nega liberdade a Lula

Ministro Humberto Martins negou nesta quarta-feira 18 um habeas corpus impetrado por um cidadão em favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva; e

Secretários Executivos dos regionais da CNBB se encontram em Porto Velho(RO)

Secretários Executivos dos regionais da CNBB se encontram em Porto Velho(RO)

Secretários Executivos dos 18 regionais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) participam em Porto Velho (RO) do encontro que reúne os ar