Domingo, 14 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Pacote habitacional pode beneficiar quem tem contrato em andamento


Danielle Abreu - Agência O Globo RIO - O pacote habitacional que está sendo costurado pelo governo federal, e que será anunciado nos próximos dias, poderá beneficiar também quem já tem contrato em andamento. Segundo o diretor de crédito imobiliário da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), Natalino Gazonato, existe a opção de os mutuários renegociarem seus contratos e migrarem para as novas regras. O pacote prevê financiamento da casa própria com desconto em folha e empréstimo de parcelas fixas, com recursos da poupança e sem cobrança da Taxa Referencial (TR). - Tudo depende dos níveis de juros que vão ser praticados após o pacote. Para transformar um contrato com juros de 10% ao ano e TR em um número de parcelas fixas, por exemplo, será necessária uma renegociação. É bem provável que alguns bancos ofereçam isso. Ainda é cedo porque o pacote não saiu. Mas é possível - disse Natalino. Segundo o vice-presidente da Associação Nacional dos Executivos de Finanças (Anefac), Miguel Ribeiro de Oliveira, as novidades deverão ampliar o volume de crédito no setor habitacional e, conseqüentemente, provocar uma competição maior no sistema financeiro. Com isso, os custos serão puxados para baixo. Segundo ele, a cada um ponto percentual de redução na taxa de juros num financiamento de R$ 100 mil e prazo de 10 anos, por exemplo, há economia de cerca de R$ 5 mil no total do empréstimo. Na terça-feira, o ministro das Cidades, Marcio Fortes de Almeida, assinou a Portaria 440, possibilitando o acesso de integrantes das Forças Armadas ao Programa de Arrendamento Residencial (PAR), estabelecendo como teto de rendimento familiar para essa categoria o valor de R$ 2,8 mil. Esse benefício já contemplava policiais civis e militares. Os imóveis financiados pelo PAR devem estar localizados em regiões metropolitanas ou municípios com mais de cem mil habitantes, com custo entre R$ 26 mil e R$ 40 mil. A quantia paga mensalmente pelo arrendatário é de 0,7% do valor total do imóvel.

Gente de OpiniãoDomingo, 14 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou nesta sexta-feira (25) maioria de votos para determinar que a Câmara dos Deputados faça a redistribuição do

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

O Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (SInagências) conseguiu uma solução direta do governo após intensa articulaç

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Reservas foi instaurada em Rondônia para investigar possíveis irregularidades nos processos de criação

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Na tarde dessa segunda-feira (06), o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (SECOM), Paulo Pimenta, esteve r

Gente de Opinião Domingo, 14 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)