Porto Velho (RO) quarta-feira, 11 de dezembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

OPERAÇÃO TITANIC: presos em RO. transferidos para ES, inclusive filho de governador


Nove pessoas presas em São Paulo e Rondônia, dentro da Operação Titanic, serão ouvidas na sede da Polícia Federal, em São Torquato, Vila Velha, nesta terça-feira (08). Três detidos em São Paulo foram encaminhados para o Espírito Santo ainda nesta segunda-feira (07), quando foi deflagrada a ação contra a fraude na importação de veículos e de mercadorias de luxo.

Em Rondônia, seis pessoas foram presas, entre elas Ivo Júnior Cassol, 27 anos, filho do governador de Rondônia, o primo dele, Alessandro Cassol, e o suplente de senador Mário Calixto. Os detidos embarcaram na Porto Velho em um jatinho da Polícia Federal com destino a Vitória. Eles também serão levados para Vila Velha, onde prestarão depoimento.

O procurador da República no Espírito Santo, Helder Magno da Silva, responsável pelas investigações que resultaram na Operação Titanic, revelou que o empresário capixaba Adriano Scopel, outro detido na operação, tinha benefícios referentes ao recolhimento de ICMS em Rondônia.

O procurador não descarta o envolvimento do governador de Rondônia, Ivo Cassol. No mesmo Estado foi detido um auditor da Receita Federal. Dos 23 mandados de prisão expedidos pela Justiça, o único que falta ser cumprido pede a prisão do empresário capixaba Antonio Cláudio Diniz de Oliveira dos Santos, conhecido como Baducho. Ele está nos Estados Unidos e deve ser detido pelo FBI.

Entenda a Operação Titanic

O procurador Helder Magno revelou que as investigações, que culminaram na Operação Titanic, partiram da apreensão de uma lancha que era do traficante colombiano Ruan Carlos Abadia e foi vendida pelo braço direito dele, o empresário Daniel Marostica, para Adriano Scopel. O empresário capixaba teria pago US$ 1,6 milhão pela embarcação de luxo.

A partir daí, a Polícia Federal, a Receita Federal e o Ministério Público Federal identificaram um esquema de importação de veículos liderado por Scopel. “Eles corrompiam uma série de servidores da Alfândega e Anvisa. O esquema consistia em declarar nos documentos de importação um valor inferior ao valor real do bem importado”, disse Magno.

Proprietário da empresa Tag Importação e Exportação de Veículos Ltda, que tem sede em Porto Velho, numa sala comercial no centro da capital roraimense, Scopel usufruia de um programa de incentivos fiscais. “Há um auditor da Receita Federal em Rondônia que era ponte do esquema. Ele deveria aplicar multas e fiscalizar, mas essa pessoa foi corrompida e não fiscalizou”, contou o procurador.

Com a Operação Titanic nesta segunda-feira (07), Outros dois auditores foram presos no Espírito Santo. Alberto da Silva e Max Marçal, esse último apontado como ocupante de um cargo de chefia no terminal portuário de Peiú, em Vila Velha. Isso colocava Marçal no comando de um setor importante da Alfândega. O terminal de Peiú é de propriedade da família Scopel e através desse porto que traziam veículos de alto luxo e esteiras, além de peças de veículos.

Além dos crimes de sonegação praticados no Espírito Santo, Rondônia, São Paulo e Minas Gerais, o grupo também será autuado por crimes no Estados Unidos e Canadá, onde apresentavam documentação fiscal falsa para importar veículos de alto luxo. Há ainda o envolvimento de um funcionário da alfândega norte-americana, identificado inicialmente como Eduardo, que também colaborava com o esquema nos EUA.

Os presos responderão por evasão de divisas, crime contra a ordem tributária e contra o sistema financeiro nacional, falsidade ideológica, corrupção ativa e passiva, entre outros. Se condenados, os responsáveis podem pegar mais de 30 anos de prisão.

Fonte:Jornal A Gazeta

Mais Sobre Política - Nacional

Jaqueline Cassol cobra votação da MP que garante Revalida

Jaqueline Cassol cobra votação da MP que garante Revalida

A deputada federal Jaqueline Cassol (PP-RO) cobrou do presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) a votação, antes que encerre o prazo, da Medida Provisórias cri

Supremo Tribunal Federal mantém decisão que proíbe gestantes em atividade insalubre

Supremo Tribunal Federal mantém decisão que proíbe gestantes em atividade insalubre

Por unanimidade e em ambiente virtual, o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou recurso da Advocacia-Geral da União (AGU) e manteve a decisão, tomada

Boa notícia: Lula dará ao velho amigo 1ª entrevista fora da prisão

Boa notícia: Lula dará ao velho amigo 1ª entrevista fora da prisão

Neste ano e meio que ele está preso, não tive condições de viajar a Curitiba e fiquei esperando o amigo sair da prisão para poder falar com ele, certo

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p