Porto Velho (RO) segunda-feira, 19 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Novo governador de MS enfrenta dívida explosiva


Paulo Yafusso, Agência O GloboCAMPO GRANDE - O médico e ex-prefeito de Campo Grande André Puccinelli (PMDB) foi empossado hoje à tarde governador de Mato Grosso do Sul, sucedendo o bancário José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, que depois de dois mandatos no Executivo passa a ser o primeiro ex-governador a ser beneficiado pela emenda constitucional aprovada pelos deputados e que entrou em vigor na semana passada, ressuscitando o pagamento de pensão vitalícia a ex-governadores.O peemedebista recebe o Estado com uma dívida que beira a R$ 8 bilhões, sendo R$ 6,4 bilhões com a União. Essa dívida foi renegociada no governo anterior ao do PT, com o Mato Grosso do Sul se comprometendo a destinar 15% da arrecadação para o pagamento da parcela da dívida. A parcela do mês passado, da ordem de R$ 27 milhões, não foi paga e o Estado poderá ter as contas bloqueadas, o que impediria o recebimento dos repasses feitos pelo governo federal.No discurso de posse, Puccinelli disse que só as dívidas de curto prazo e precatórios chegam a R$ 1 bilhão.- Temos um déficit que cresce a uma velocidade de R$ 1 milhão ao dia - afirmou o novo governador.Ele disse que esse quadro exige sacrifício de todos, e que não se trata de uma opção política impor esse sacrifício, mas sim uma "condição de sobrevivência". Ainda no discurso, o novo governador declarou que um dos primeiros desafios do seu governo será "convencer o governo federal a repactuar a dívida do Estado" e a rever a Lei Kandir, que nos últimos dez anos gerou um prejuízo a Mato Grosso do Sul que chega a R$ 1,5 bilhão.Além disso, o governo deve aos fornecedores cerca de R$ 150 milhões e Zeca do PT deixou de herança ao seu sucessor a folha de salário de dezembro dos 50 mil servidores.

Mais Sobre Política - Nacional

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Implacável para condenar lideranças do PT na República de Curitiba, a Justiça brasileira não mostra o mesmo furor para investigar e julgar os tucanões

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o anúncio da liberação de saques das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviç

A solução no Brasil passa por amenizar o atual estágio de “é de direita sou contra” x “se for de esquerda estou contra”

A solução no Brasil passa por amenizar o atual estágio de “é de direita sou contra” x “se for de esquerda estou contra”

A sociedade brasileira vive um processo de antagonismo e radicalização política sem precedentes na história. O radicalismo é tão intenso que beira ao

REFORMA DA PREVIDÊNCIA: "Proposta do relator sobre aposentadoria dos professores ainda não é justa", diz Jaqueline Cassol

REFORMA DA PREVIDÊNCIA: "Proposta do relator sobre aposentadoria dos professores ainda não é justa", diz Jaqueline Cassol

A deputada federal Jaqueline Cassol (PP-RO) criticou a proposta do relator da Reforma da Previdência, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), no que diz