Porto Velho (RO) domingo, 15 de dezembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Notificação de governadores só após autorização das Assembléias



Jackson Lago e Teotônio Vilela Filho, governadores do Maranhão e de Alagoas respectivamente, só serão notificados para apresentação de defesa preliminar após autorização das assembléias legislativas dos respectivos estados para o processamento e julgamento da ação penal que corre no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Ambos foram listados com mais 60 pessoas na denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal (MPF) ao STJ pela acusação de participação nos fatos apurados na Operação Navalha da Polícia Federal.

A relatora da ação penal, ministra Eliana Calmon, determinou, em 15 de maio deste ano, a notificação de todos os denunciados para apresentar a defesa prévia. Ela esclarece, em despacho datado da quarta-feira 28, que a notificação de ambos os governadores depende da autorização dos respectivos Legislativos. A denúncia envolve acusações de fraude a licitações, peculato, corrupção passiva e ativa, violação do sistema financeiro nacional, entre outras.

A notificação é um primeiro passo para que a denúncia possa ser apreciada pelo STJ. Nos casos de chefes do Executivo estadual, cujo foro para julgamento envolvendo crimes comuns é o STJ, é necessária a autorização da Assembléia Legislativa para o processamento e julgamento de ação penal.

O prazo para os denunciados apresentarem defesa é de 15 dias, contados do retorno ao STJ da carta de ordem (ato pelo qual uma autoridade judiciária determina à outra a prática de um ato processual) enviada aos judiciários locais comprovando o cumprimento da determinação. Recebidas as defesas, se houver informação nova, a ação penal é encaminhada ao MPF. Após o retorno do caso ao Tribunal, a relatora aprecia a questão e marca data para o julgamento na Corte Especial do STJ.

Órgão máximo em questões de julgamento, a Corte Especial é formado por 22 ministros – o presidente, o vice-presidente, o coordenador-geral da Justiça Federal, o corregedor nacional de Justiça e os seis ministros mais antigos de cada uma das três Seções do Tribunal. É responsável pelo julgamento das ações originárias no STJ, aquelas envolvendo as autoridades com foro no STJ, como governadores, membros de tribunais de justiça, tribunais regionais federais e do trabalho, tribunais de contas dos estados.

Fonte: STJ

Mais Sobre Política - Nacional

Jaqueline Cassol cobra votação da MP que garante Revalida

Jaqueline Cassol cobra votação da MP que garante Revalida

A deputada federal Jaqueline Cassol (PP-RO) cobrou do presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) a votação, antes que encerre o prazo, da Medida Provisórias cri

Supremo Tribunal Federal mantém decisão que proíbe gestantes em atividade insalubre

Supremo Tribunal Federal mantém decisão que proíbe gestantes em atividade insalubre

Por unanimidade e em ambiente virtual, o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou recurso da Advocacia-Geral da União (AGU) e manteve a decisão, tomada

Boa notícia: Lula dará ao velho amigo 1ª entrevista fora da prisão

Boa notícia: Lula dará ao velho amigo 1ª entrevista fora da prisão

Neste ano e meio que ele está preso, não tive condições de viajar a Curitiba e fiquei esperando o amigo sair da prisão para poder falar com ele, certo

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p