Porto Velho (RO) sexta-feira, 14 de agosto de 2020
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

No Paraná, são licenciados 1000 carros por dia e em Curitiba, 500


Aumento das vendas de veículos reflete no Detran-PR, que aumentará funcionários 

O bom momento da indústria automobilística brasileira traz conseqüências diretas no atendimento do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran/PR), que está treinando novos funcionários para atender o aumento da demanda por serviços. Dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores do Paraná (Fenabrave/PR) mostram que no primeiro bimestre de 2008 as vendas cresceram 24,58% comparadas com o mesmo período do ano passado. Esse aumento nas vendas de veículos representa considerável acréscimo na frota do estado, que em 2007 foi de 8,8%, passando de 3.675.703 para 3.999.483 veículos registrados. Todos os dias ganham as vias mil novos veículos nos 399 municípios paranaenses. Somente na capital, são licenciados 500 veículos novos diariamente. "A tendência é que o crescimento da vendas de veículo se mantenha", afirma o diretor geral regional da Fenabrave no Paraná, Luiz Antonio Sebben. Em Curitiba o aumento da frota no ano de 2007 em relação a 2006 foi de 7,5% (1.035.819 milhão de veículos registrados).

Para atender a nova demanda de serviços, o Detran/PR está preparando 262 novos funcionários aprovados em concurso, investindo em informática e no treinamento de pessoal. "Temos que estar preparados, pois o Brasil, e especialmente o Paraná, passam por um momento ímpar na economia", constata o diretor geral do Detran/PR, coronel David Antonio Pancotti.

"São mais de 500 mil empregos com carteira assinada criados no estado. Isso é muito bom para nossa população, principalmente para aqueles que nunca tiveram acesso a um automóvel, para trabalho e lazer da família. Porém, temos que separar a análise econômica das conseqüências no trânsito. Infelizmente sentimos que as cidades não estão preparadas para este grande aumento na frota, por isso vamos iniciar ainda este semestre um trabalho junto aos municípios para tentar resolver ou pelo menos minimizar o problema", diz Pancotti.

O secretário da Indústria e Comércio do Paraná, Virgilio Moreira Filho, confirma o aumento na massa salarial dos trabalhadores paranaenses, a geração de renda, e o acesso da população a bens duráveis. Para ele, graças ao forte desempenho da nossa economia, com uma política acertada do Governo estadual de isenção ou redução de impostos para as micros e pequenas empresas.

"Mas o aumento das vendas deste tipo de bem deriva do alongamento dos prazos de financiamento e da retração das taxas de juros, entre outros fatores", explica Virgílio. A comercialização de veículos pode gerar até oito empregos indiretos. Esses empregos envolvem desde a produção até a exportação. "Tem também os fatores do pós-venda, que inclui combustíveis, estacionamentos, manutenção. Isso produz um fortalecimento econômico nos setores paralelos de serviços e do comércio em geral", comenta Virgílio

Fonte: Bem Paraná

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu