Porto Velho (RO) domingo, 20 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Natal sob medida para o bolso


Gustavo Fernandes - Agência O GloboRIO - Ponta de estoque, off ou outlet. Independentemente do nome adotado, as lojas de marca que vendem roupas de coleções passadas são opções econômicas para quem quer dar presentes neste Natal com descontos de até 80%. O consumidor, no entanto, deve ficar atento às pechinchas nas prateleiras, já que algumas lojas misturam coleções passadas com as atuais.Mas é preciso ter atenção para identificar os produtos que estão realmente em promoção. Além disso, especialistas em economia doméstica alertam que, na hora de ir às compras, é preciso se programar para não acabar achando tudo muito barato e comprando por impulso.Há ainda lojas onde, comprando em grande quantidade, o preço fica ainda mais baixo. É o caso da Rygy, em São Cristóvão, que vende peças de coleções passadas desde 2004. A partir de dez unidades, biquínis e sungas custam R$19. Já a Levi's, no Shopping Nova América, expõe roupas de coleções passadas e também da atual. Com isso, o consumidor encontra malhas custando a partir de R$29,90, contra R$59,90 da coleção mais recente.

Mais Sobre Política - Nacional

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul