Porto Velho (RO) domingo, 22 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

NA CONTRAMÃO: Senado gastará R$ 2,4 milhões em cadeiras e sofás



Edital foi divulgado a 17 dias da troca da Mesa Diretora


Na contramão das medidas de contenção exigidas pela crise financeira, o Senado vai gastar R$ 2,49 milhões para comprar 1.724 cadeiras e 62 sofás. O edital da compra só foi divulgado na quarta-feira, a apenas 17 dias da troca da Mesa Diretora encarregada da administração da Casa.

Procurado pela reportagem, o primeiro-secretário do Senado, Efraim Morais (DEM-PB) não respondeu à ligação. Já o diretor-geral, Agaciel Maia, disse que ele e Efraim nada têm a ver com esta licitação, que seria uma solicitação da diretoria de Patrimônio.

Garibaldi disse que só na semana que vem examinará se mantém ou adia a licitação para depois da retomada dos trabalhos da Casa. Segundo Maia, as cadeiras e sofás foram pedidos pelos gabinetes e pela TV Senado. A área encarregada de atender a solicitação teria decidido fazer uma única compra com a intenção de barateá-la.

— Não foi uma decisão política. Como essa, há uma continuidade de várias licitações, como é a assinatura de jornais, que independem da troca ou não da Mesa — alegou Maia.

Senadores terão cadeiras de couro giratórias

Os envelopes da licitação serão abertos no dia 3 de fevereiro, um dia após o recomeço dos trabalhos na Casa. Os móveis terão de ser entregues no prazo máximo de 60 dias, a contar da data do contrato com o Senado. E as exigências são muitas. Os senadores, por exemplo, terão cadeira de "couro preto, costura dupla, encosto alto, com base giratória que permite movimentos silenciosos e giros de 360 graus".

Para 85 cadeiras, exige-se que tenham "assento anatômico, estruturado em concha, fixação à base por estrutura de aço reforçada, regulagem de profundidade e encosto com espaldar alto, com apoio para cabeça, justaposto e de largura proporcional ao mesmo". Para outras 61 cadeiras, o tecido terá de ser "de fibra natural do tipo lã antialérgica ou algodão, sem botões, a cor preta sem botão e do fabricante Lady Revestimentos Especiais ou similar. As partes metálicas deverão ter pintura epóxi por processo de calor em estufa (eletrostático) na cor preta."

Não há maldade na licitação, diz diretor-geral

Tantas especificações terminam alimentando a suspeita de se tratar de uma licitação dirigida. Maia nega.

— Não há nenhuma maldade nessa compra —, afirmou, sugerindo que as dúvidas sejam tratadas com o diretor da Subsecretaria de Controle de Qualidade e Especificações, Luciano Freitas de Oliveira.

O diretor, por sua vez, afirma que o prazo pode ser esticado.

— Se a empresa ganhar e tiver preço, e entrar com uma justificativa que não pode entregar em dois meses, o Senado estará aberto para conversar — assegurou.

Conforme Oliveira, os desenhos das cadeiras e sofás que constam no edital foram adaptados de um catálogo que a Casa preparou em 1976. Sobre o preço de R$ 2,4 milhões, disse que se trata do valor médio no mercado das peças que o Senado quer comprar.

Fonte: Zero Hora com informações da  AE

Mais Sobre Política - Nacional

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Implacável para condenar lideranças do PT na República de Curitiba, a Justiça brasileira não mostra o mesmo furor para investigar e julgar os tucanões

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o anúncio da liberação de saques das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviç