Porto Velho (RO) sexta-feira, 3 de julho de 2020
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

MP Eleitoral entra com ação contra 11 candidatos que podem ter diplomas cassados


Agência O Globo RIO - O Ministério Público Eleitoral no Rio divulgou o nome de 11 candidatos contra os quais entrou com ação de investigação judicial no Tribunal Regional Eleitoral no Rio (TRE-RJ). Eles são acusados de compra de votos (captação de sufrágio) e abuso de poder, e têm de apresentar defesa em cinco dias. Os candidatos podem ter seus diplomas cassados. O deputado federal eleito Geraldo Pudim (PMDB) está sendo acusado de ter participado de reunião em Caxias, na qual teria ocorrido compra de votos. No encontro, também estava o ex-governador Anthony Garotinho, que, segundo o procurador eleitoral Rogério Nascimento, está sujeito à mesma ação do ministério. - Estudo a possibilidade de ajuizar contra ele (Garotinho) uma ação, já que sua presença na reunião está fora de dúvidas e, por isso, ele está sob suspeita - afirmou Rogério Nascimento, acrescentando que o ex-governador pode ficar inelegível. A reunião à que se refere o procurador ocorreu no dia 27 do mês passado. Segundo a promotoria, testemunhas afirmaram que houve compra de votos no encontro, organizado pelo candidato Antônio Carlos Félix, outro incluído no processo. No sábado anterior à eleição, Ageu Nery da Silva e Cláudia Miranda da Silva foram detidos. Eles estavam com lista com nome de eleitores, R$750 e material de campanha. O procurador Rogério Nascimento informou que o MP também entrou com uma ação contra o deputado estadual eleito Álvaro Lins (PMDB), ex-chefe da Polícia Civil no governo de Rosinha Garotinho. Segundo o procurador, testemunhas asseguram que Lins, no dia 8 de julho, durante um encontro, prometeu a inclusão na polícia do excedente de pessoas que não conseguiram assumir a vaga no último concurso público para a Polícia Civil, o que foi considerado compra de votos. - Defendi a idéia de aumentar o efetivo da polícia, mas não de um grupo particular- afirmou Lins. De acordo com o MP, Lins teria feito o seguinte comentário: "Eu rasgo minha carteira (profissional) se eu não colocar todos vocês na civil". Água mais barata Já o deputados federal Eduardo Cunha e o deputado estadual Domingos Brazão (PMDB), eleitos, são acusados de beneficiarem condomínios de classe média com a tarifa social de água da Cedae. Os outros que sofreram ações são, segundo a assessoria do Ministério Público: Solange de Almeida e Sabino, por fatos ocorridos no município de Silva Jardim; Bernardo Ramos Ariston e Alair Francisco Correa, por fatos ocorridos em Arraial de Cabo; Jane Cozzolino e Charles Cozzolino, por fatos ocorridos em Magé. Além desses candidatos, também são réus Núbia Cozzolino (prefeita de Magé), Renata Tuller, Fuad Zacharias e Paulo Roberto da Silva.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu