Porto Velho (RO) sexta-feira, 10 de julho de 2020
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Ministro da Justiça diz que Lula está indignado com dossiê


Maiá Menezes - Agência O Globo RIO - O ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, disse nesta segunda-feira, depois de participar de cerimônia no Centro Cultural da Justiça Federal, no Centro do Rio, que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva está indignado com a divulgação do dossiê contra o candidato ao governo de São Paulo José Serra (PSDB). - Conversei com o presidente hoje (nesta segunda). Ele já tinha se mostrado indignado nas conversas que tive por telefone com ele. Ele não compactua com isso. Ele usou essa expressão: "Não contem comigo para fazer uso de dossiês". O presidente tem uma tradição de recusar isso. Basta lembrar do dossiê Cayman, que foi vendido contra o próprio José Serra e contra o presidente FH e o governador Mario Covas, que o Lula recebeu e se recusou a usar, Ele não gosta e não compactua - afirmou o ministro. Thomaz Bastos defendeu uma investigação cuidadosa sobre o caso e condenou o uso eleitoral episódio: - É preciso encontrar os autores e saber de onde saiu o dinheiro. Investigar esse caso sob todos os seus aspectos. Nesse momento em que a atmosfera eleitoral está incendiada, principalmente pela grande vantagem do presidente Lula nas pesquisas é muito difícil manter a calma e a serenidade e trabalhar com impessoalidade e objetividade. Mas eu acredito que a população possa esperar que a PF não vai permitir nenhum uso eleitoral desse episódio, que vai ser investigado, vai ser decifrado e vai ser mandado para o Poder Judiciário para que os culpados sejam punidos. O ministro lembrou ainda que ninguém está acima da lei. Ele comentou as declarações do presidente nacional do PFL, Jorge Bornhausen, que afirmou não confiar em seu trabalho: - Isso também faz parte dessa atmosfera eleitoral. A PF é credora da população brasileira, desvendou quase 300 quadrilhas de toda ordem no Brasil, sempre com impessoalidade, sem perseguir e sem proteger. Basta ver o número de vezes em que foram indiciados pessoas ligadas ao governo do presidente Lula. Esse é um fato novo no Brasil. Não há ninguém acima ou fora da lei. Nós vivemos em um regime republicano e democrático. As pessoas têm que ser investigadas, mas o que não se pode é querer fazer disso uma vantagem eleitoral. Isso já aconteceu no passado e não deu certo nunca. De acordo com o ministro, o presidente não acredita no envolvimento de seu secretário particular, Freud Godoy, suspeito de ter participado da compra do dossiê contra Serra. - Sobre o Freud, o que o presidente diz é que não acredita no envolvimento, mas se ele estiver envolvido, vai ser investigado, denunciado ou inocentado - afirmou Thomaz Bastos.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu