Porto Velho (RO) sexta-feira, 13 de dezembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Mesa do Senado ignora ofício sobre nepotismo



Responsáveis por auxiliar o presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), a resolver o problema do nepotismo na Casa, a maioria dos membros da Mesa Diretora sequer prestou explicações ao peemedebista, que questionou-os formalmente se eles tinham parentes em seus gabinetes. Dos 11 membros da Mesa, sete não responderam ao ofício de Garibaldi.
 
No total, apenas 40 senadores explicaram, até a manhã desta terça-feira (14), se contratavam familiares. Destes, apenas Epitácio Cafeteira (PTB-MA) e Gilberto Goellner (DEM-MT) admitiram a prática considerada ilegal por súmula do Supremo Tribunal Federal.
 
Dos 11 membros da Mesa, não prestaram explicações formais à Presidência: o vice-presidente, Alvaro Dias (PSDB-PR), o primeiro-secretário, Efraim Morais (DEM-PB), o segundo-secretário, Gérson Camata (PMDB-ES), o quarto-secretário, Magno Malta (PR-ES), e os suplentes Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), João Vicente Claudino (PTB-PI) e Flexa Ribeiro (PSDB-PA).
 
Alguns parlamentares consultados pelo Congresso em Foco informaram que não prestaram esclarecimentos porque já demitiram seus parentes.
 
Frustrado com a baixa receptividade de seu pedido de explicações sobre o nepotismo, Garibaldi Alves se reúne hoje às 12h com os membros da Mesa. "Eu vou levar isso à Mesa. Eu quero que a Mesa me diga o que devemos fazer", disse ele ontem à tarde.
 
Garibaldi vai defender a demissão de parentes que ainda permanecem no gabinete, mesmo após súmula do Supremo. "Vou reiterar que não tenha um prolongamento de uma situação que não deveria existir", afirmou.
 
O presidente do Senado entende que seus colegas podem ter problemas com a Justiça caso não demitam os parentes. "O procurador-geral da República ou alguém vai querer puni-los por isso", comentou o senador.
 
Recuo
 
Alguns senadores parecem ter mudado de opinião. Em ofício à Presidência, Cafeteira disse que o sobrinho trabalhava li desde 1997, o que não configuraria nepotismo.
 
Mas, hoje pela manhã, os auxiliares do senador disseram que ele demitiu seu parente. Eles não souberam informar quando isso aconteceu. A reportagem do Congresso em Foco aguarda retorno do chefe de gabinete e do assessor de imprensa do parlamentar.
 
Já a assessoria de Gilberto Gollner informou que contrata a sobrinha do colega Jayme Campos, que também é do DEM de Mato Grosso. Mas ela não considera isso nepotismo cruzado.
 
Sem concurso público, ela foi contratada em 2001, antes da posse de Jayme Campos. "Além disso, ela está grávida de quatro meses", informou a assessoria. Goellner espera uma decisão da Mesa hoje (14) para saber o que fazer.
 
Sem comunicação
 
Adelmir Santana (DEM-DF) é um dos que dispensou um parente, mas não informou a Presidência. Ele devolveu a filha para a Diretoria Geral. "Era lá que ela era lotada. Eu não podia demiti-la", explicou o senador. A filha dele foi exonerada em 29 de setembro pelo setor comandado por Agaciel Maia. "Eu fiquei insistindo desde o início. Ele dispensou antes
 
O senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE) mandou embora o genro, mas não quer demitir a primeira-dama de Sergipe, Eliane Aquino, esposa do governador Marcelo Deda (PT).
 
"É perseguição em cima da mulher do governador. Eu vou tirar ela de lá?", afirmou o parlamentar. Ele disse defender o fim do nepotismo, mas não quer demitir Aquino porque ela não é sua parente.
 
O líder do PMDB, Valdir Raupp (RO), mantém a funcionária não-concursada Carla Lyra, filha da secretária geral da Mesa, Cláudia Lyra. Segundo sua assessoria, ele aguarda um parecer da Advocacia Geral do Senado para saber o que fazer com a servidora.
 
A assessoria de Efraim Morais informa que ele demitiu seis sobrinhos. Almeida Lima (PMDB-AL) diz ter dispensado um sobrinho, assim como fez Garibaldi Alves. A assessoria de Augusto Botelho (PT-RR) informou que ele já demitiu o irmão.

Fonte: Eduardo Militão/Congresso em Foco

Mais Sobre Política - Nacional

Jaqueline Cassol cobra votação da MP que garante Revalida

Jaqueline Cassol cobra votação da MP que garante Revalida

A deputada federal Jaqueline Cassol (PP-RO) cobrou do presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) a votação, antes que encerre o prazo, da Medida Provisórias cri

Supremo Tribunal Federal mantém decisão que proíbe gestantes em atividade insalubre

Supremo Tribunal Federal mantém decisão que proíbe gestantes em atividade insalubre

Por unanimidade e em ambiente virtual, o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou recurso da Advocacia-Geral da União (AGU) e manteve a decisão, tomada

Boa notícia: Lula dará ao velho amigo 1ª entrevista fora da prisão

Boa notícia: Lula dará ao velho amigo 1ª entrevista fora da prisão

Neste ano e meio que ele está preso, não tive condições de viajar a Curitiba e fiquei esperando o amigo sair da prisão para poder falar com ele, certo

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p