Porto Velho (RO) sexta-feira, 19 de abril de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Memória: Desaparecimento do vôo 1907 é o primeiro incidente grave da Gol


Agência O GloboO desaparecimento do vôo 1907 é o primeiro incidente grave envolvendo um avião da Gol, companhia aérea fundada em janeiro 2001 e que hoje já detem 32% do mercado aéreo nacional. Outras companhias brasileiras, porém, já viveram o drama de perder aviões em desastres de grandes proporções. Em 8 de junho de 1982, um Boeing 727 da Vasp se chocou contra uma colina ao se preparar para pousar em Fortaleza, no mais grave desastre aéreo já registrado no Brasil: o número de mortos chegou a 137.Em 1989, um Boeing 737 da Varig - semelhante ao avião desaparecido da Gol - fez um pouso de emergência na selva, nas imediações do município de São José do Xingu, no Mato Grosso. O local é próximo da área em que o vôo 1907 perdeu contato com a torre do aeroporto de Manaus na tarde desta sexta-feira.No acidente de 1989, o avião da Varig fez uma aterrisagem forçada depois que um erro de navegação o levou a voar às cegas sobre a selva amazônica. Sem combustível, o comandante do vôo, Cezar Augusto Garcez, foi obrigado a descer no meio da floresta. Dez passageiros morreram na tragédia.Veja, abaixo, os principais acidentes aéreos com aviões de grande porte na história recente da aviação nacional: 11 de julho de 1973: Naquele que é considerado até hoje o maior acidente aéreo da aviação brasileira, 123 dos 134 passageiros e tripulantes à bordo do Boeig 707 da Varig que ia do Rio de Janeiro para Paris morreram depois que o avião sofreu um incêndio a bordo e caiu menos de um minuto antes de chegar à cabeceira da pista do Aeroporto de Orly, nas imediações da capital francesa.8 de junho de 1982:um Boeing 727 da Vasp se chocou contra uma colina ao se preparar para pousar em Fortaleza, no mais grave desastre aéreo já registrado no Brasil com 137 vítimas.21 de março de 1989: O Boeing 707 de carga da TransBrasil preparava-se para pousar no Aeroporto de Cumbica, em São Paulo, quando um erro de cálculo do piloto impede a aproximação à pista e derruba o avião sobre uma favela nas proximidades do aeroporto. O acidente deixou 25 mortos, entre tripulantes e moradores.31 de outubro de 1996: Logo depois de decolar do Aeroporto de Congonhas em direção ao Rio, o Fokker 100 que fazia o vôo 402 da TAM perdeu potência e caiu sobre a cidade, matando todos os seus 99 ocupantes e 3 pessoas em terra.9 de julho de 1997: Após uma explosão à bordo - até hoje em circustâncias pouco esclarecidas - o Fokker 100 da TAM que seguia da cidade paulista de Suzano até a capital paulista sofreu uma forte despressurização que abriu um buraco na fuzelagem, ejetando um dos passageiros.30 de agosto de 2002: O Fokker 100 da TAM que voava de São Paulo para Campo Grande (MS) sofreu uma súbita perda de combustível e foi obrigado a fazer um pouso forçado numa fazenda em Araçatuba, no interior paulista. O acidente não provocou morte entre os 28 ocupantes, mas o avião ficou inteiramente destruído.

Mais Sobre Política - Nacional

Decreto de Jair Bolsonaro extingue centenas de canais de participação social em políticas públicas

Decreto de Jair Bolsonaro extingue centenas de canais de participação social em políticas públicas

No pacote divulgado ontem (11) para marcar os 100 dias de governo, o presidente Jair Bolsonaro assinou o Decreto 9.759, que pretende diminuir de 700 p

Senador Confúcio Moura faz intervenção e ministro da Saúde manterá tratamento de saúde especial aos indígenas

Senador Confúcio Moura faz intervenção e ministro da Saúde manterá tratamento de saúde especial aos indígenas

Diversas lideranças indígenas procuraram os vereadores Joveci do Pacarana (PSDB) e Adão Salvatico (PRB), em Espigão do Oeste, para tentar impedir a ex

Violência Doméstica contra mulher pode implicar em indenização

Violência Doméstica contra mulher pode implicar em indenização

Mulheres vítimas de violência doméstica estão mais perto de conquistar direito à indenização por danos morais. Pelo texto do Projeto de Lei 1380/19, q

O presidente Jair Bolsonaro admite: Pressão derrota Capitalização na Previdência

O presidente Jair Bolsonaro admite: Pressão derrota Capitalização na Previdência

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que o regime de capitalização, um dos pilares da proposta de reforma da Previdência idealizada pelo ministro da Ec