Porto Velho (RO) quarta-feira, 15 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Medo do caos aéreo aumenta movimento nas estradas


Agência O GloboBRASÍLIA - Com a situação tensa nos aeroportos, o movimento nas principais rodovias do país promete ser intenso durante o feriado da Semana Santa. Na manhã desta quinta-feira, a situação é tranqüila, mas os motoristas já encontram estradas cheias. A Polícia Rodoviária Federal, que realiza operação de fiscalização nas rodovias até domingo, prevê que o fluxo de veículos aumente cerca de 50%. Nos últimos anos, esse percentual girou em torno de 30%.Em Belo Horizonte, na saída para o Rio de Janeiro e para as cidades históricas, o movimento já é grande. Em alguns trechos, como na BR-381, saída para o litoral do Espírito Santo, o engarrafamento começou ainda nesta madrugada. A previsão é que 350 mil veículos passem pelas principais rodovias federais que cortam o estado.No Rio, a movimentação nas estradas começou cedo. Por volta das 6h, já havia congestionamento na Ponte Rio-Niterói, uma das principais vias de acesso à Região dos Lagos. Em São Paulo, o movimento nas estradas deve se intensificar a partir das 14h, de acordo com previsão da Polícia Rodoviária estadual. A expectativa é de que pelo menos 1,2 milhão de veículos deixe a capital.Durante os quatro dias de Operação Semana Santa, mais de nove mil policiais se revezarão na fiscalização do trânsito e outras ocorrências nos 60 mil quilômetros da malha rodoviária federal, atentos, principalmente, aos motoristas imprudentes. Os agentes estarão distribuídos em 400 postos por todo o Brasil, apoiados por veículos de policiamento e resgate, helicópteros, radares eletrônicos e bafômetros. Na operação do ano passado foram registrados 1.408 acidentes, com 77 mortes e 889 feridos. Polícia rodoviária alerta para perigo de tempo bom nas estradasAo contrário do carnaval, quando foram registradas chuvas em boa parte do Brasil, a PRF alerta que o tempo estável durante o feriado de Páscoa pode servir de estímulo para o motorista ultrapassar os limites de velocidade permitidos. A polícia rodoviária também adverte os motoristas que, segundo levantamento, a maioria dos acidentes acontece em trechos com pista boa (80,75%), nas retas (69,48%), de dia (59,44%) e com tempo bom (67,05%). Na apuração dos acidentes, a falta de atenção é o item mais alegado pelos condutores, seguido pelo excesso de velocidade. Somados, os dois fatores correspondem a quase 50% das causas de acidentes em rodovias federais.Considerando médias históricas, o volume de tráfego nos fins de semana normais aumenta cerca de 20%, atingindo picos de 30% nos finais de semana prolongados. Desde dezembro, a PRF trabalha em estado de alerta por conta da instabilidade no setor aéreo. Mas apesar dos esforços, a Operação Verão (que engloba os feriados de Natal, réveillon, férias de janeiro e carnaval) registrou aumento de 7,48% no número de acidentes, em relação ao ano anterior. O índice de mortes subiu 3,46% e o saldo de feridos, 10,39%. Apenas na Operação Carnaval, os índices de acidentes, mortos e feridos cresceram 8,09%, 15,08% e 13,36%, respectivamente.

Mais Sobre Política - Nacional

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Está revogada a decisão do Carf que havia livrado o banco de pagamento de multa de R$ 26 bilhões por sonegação de impostos; é a maior da história...

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários protestam contra as resoluções da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da Uni

Trabalhadores de todas as idades já podem sacar cotas do Pis/Pasep

Trabalhadores de todas as idades já podem sacar cotas do Pis/Pasep

Trabalhadores de todas as idades que tiverem direito a cotas dos fundos dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servid

Herança de Temer continua em 'construção': 79,5 mil moradias populares são canceladas

Herança de Temer continua em 'construção': 79,5 mil moradias populares são canceladas

Em reunião ocorrida no Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), em Brasília (DF), lideranças dos movimentos populares foram informadas q