Porto Velho (RO) domingo, 22 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Marina Silva se emociona ao falar sobre saída do PT



Mariana Jungmann

Agência Brasil, Brasília - A senadora Marina Silva (PV-AC) fez hoje (16) seu discurso de despedida do Senado. Em meio às recordações de sua vida política nos últimos 16 anos, quando exerceu dois mandatos de senadora, ela embargou a voz uma única vez: ao lembrar sua saída do PT, partido pelo qual começou sua militância política e que ajudou a projetá-la no país e internacionalmente.

“Partido no qual fiquei durante 30 anos. Vivenciamos momentos difíceis de divergências, mas devo dizer que minha saída do PT não tem a ver com minha bancada”, assinalou Marina. “A minha saída do PT, que vem em seguida a minha vinda para o Senado, tem a ver com aquilo que considero uma falta de percepção do Partido dos Trabalhadores para não deixar ficar no que já conquistamos e fechar as portas para novos desafios. A questão da sustentabilidade ambiental é a utopia desse século e nenhum partido foi capaz de perceber isso, inclusive o PT.”

Ela relembrou ainda seus melhores e piores momentos no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no qual foi ministra do Meio Ambiente. Segundo a senadora, sua saída do governo ocorreu no momento em que não obteve mais apoio das ações contra o desmatamento na Amazônia. De acordo com Marina, não havia a opção de recuar nessas ações e, por isso, ela decidiu voltar ao Senado.

A senadora acriana também falou sobre sua participação na solenidade de balanço dos oito anos do governo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ocorrida ontem (15), no Palácio do Planalto. Marina disse que decidiu participar porque “não guarda mágoas”. “Ontem, eu ouvi da boca do presidente Lula que durante seus oito anos de governo criou 24 milhões e 600 mil hectares de unidades de conservação. Durante a minha gestão [no ministério] foram 24 milhões de hectares.”

A senadora também se referiu à campanha eleitoral, quando concorreu à Presidência da República. Para ela, os brasileiros fizeram uma opção pelo desenvolvimento sustentável. Marina disse que a decisão de se tornar candidata a presidente foi difícil, mas necessária. “Sabia que esse era o chamado ao qual se eu não atendesse me sentiria faltosa comigo mesma e com as bandeiras que defendo.” A atuação de Marina Silva foi parabenizada por outros senadores que estavam presentes no plenário.

Mais Sobre Política - Nacional

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Implacável para condenar lideranças do PT na República de Curitiba, a Justiça brasileira não mostra o mesmo furor para investigar e julgar os tucanões

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o anúncio da liberação de saques das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviç