Porto Velho (RO) terça-feira, 17 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Lula transfere seis milhões de hectares de terras da União para Roraima



Yara Aquino
Agência Brasil 
 
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou ontem (28) um decreto transferindo seis milhões de hectares de terras da União para o estado de Roraima. O total corresponde acerca de 25% do território do estado, de acordo com o governador José de Anchieta Júnior.

Para tornar oficial a transferência dessas terras da União para Roraima, amanhã (29) será publicada no Diário Oficial da União uma medida provisória, que permitirá ao governo transferir terras da União para o estado, o que não é permitido atualmente pela legislação, a não ser para fins de reforma agrária. Em seguida, o Incra fará um geo-referenciamento, ou seja, um estudo e mapeamento da área para definir que área pode ser ocupada por agricultura, qual por pecuária etc. Só então será feito um decreto com essas definições.

O governador negou que a transferência seja uma compensação pela questão da Terra Indígena Raposa Serra do Sol. "São questões distintas, não há compensação nenhuma. A questão indígena está sendo resolvida no nível judicial, está no Supremo Tribunal Federal [STF]. Esse ato aqui é administrativo, e foi conduzido pelo governo federal e o governo do estado".

Em discurso, durante a assinatura do decreto, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva também tocou na questão da terra indígena e disse que o governo federal estava em dívida com o estado de Roraima. "Nós estávamos em dívida com Roraima desde a celeuma de Raposa Serra Sol", reconheceu o presidente da República.

Lula disse ainda que espera que, em breve o STF tome uma decisão final sobre a terra indígena. "Espero que dentro em breve tenha uma decisão final".  No próximo mês deverá ser retomado o julgamento da constitucionalidade da demarcação da Terra Indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima, iniciado e interrompido duas vezes em 2008.

Segundo o governador José de Anchieta, as terras transferidas hoje podem ser uma opção para as pessoas que devem desocupar a terra indígena, inclusive aquelas que plantavam arroz na área da reserva, conhecidos como arrozeiros. "Estas terras serão também uma opção para que as pessoas que saíram e sairão de Raposa Serra do Sol venham ocupar essas terras, é o caso dos arrozeiros".    

Mais Sobre Política - Nacional

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Implacável para condenar lideranças do PT na República de Curitiba, a Justiça brasileira não mostra o mesmo furor para investigar e julgar os tucanões

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o anúncio da liberação de saques das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviç