Sábado, 25 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Lula pede pressa e ousadia para fazer o país crescer com velocidade


Agência O Globo BRASÍLIA - Em seu discurso de posse no Congresso, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu pressa, ousadia, coragem e criatividade para fazer o país crescer. Ele disse que, sem renegar a paciência e a persistência que sempre pediu ao país, agora é hora de abrir novos caminhos e crescer com mais velocidade. Lula disse que a economia está mais forte e as instituições, mais sólidas. Segundo ele, o país vive um momento único na economia, com inflação baixa, exportações e mercado interno em alta, ampliação do empreso e consumo popular. - Em que momento de nossa História tivemos uma conjugação tão favorável e auspiciosa: de inflação baixa; crescimento das exportações; expansão do mercado interno, com aumento do consumo popular e do crédito; e ampliação do emprego e da renda dos trabalhadores? O Brasil ainda é igual, infelizmente, na permanência de injustiças contra as camadas mais pobres. Porém é diferente, para melhor, na erradicação da fome, na diminuição da desigualdade e do desemprego. É melhor na distribuição de renda, no acesso à educação, à saúde e à moradia. Muito já fizemos nessas áreas, mas precisamos fazer muito mais - discursou. Lula disse que Brasil ainda possui sérias travas ao seu crescimento e fragilidades nos seus instrumentos de gestão, mas afirmou que o país melhorou, na estabilidade monetária, na robustez fiscal, na qualidade da sua dívida, no acesso a novos mercados e a novas tecnologias, e na redução da vulnerabilidade externa. - O trabalhador brasileiro ainda não ganha o que realmente merece, mas temos hoje um dos mais altos salários mínimos das últimas décadas, e os trabalhadores obtiveram ganhos reais em 90% das negociações salariais nestes últimos quatro anos. Criamos mais de 100 mil empregos por mês com carteira assinada, sem falar das ocupações informais e daquelas geradas pela agricultura familiar, totalizando mais de 7 milhões de novos postos de trabalho - disse. Segundo o presidente, o Brasil não pode continuar "como uma fera presa numa rede de aço invisível - debatendo-se, exaurindo-se, sem enxergar a teia que o aprisiona". - É preciso desatar alguns nós decisivos para que o país possa usar a força que tem e avançar com toda velocidade - disse. Foto: Fábio Pozzebom/ABr

Gente de OpiniãoSábado, 25 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou nesta sexta-feira (25) maioria de votos para determinar que a Câmara dos Deputados faça a redistribuição do

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

O Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (SInagências) conseguiu uma solução direta do governo após intensa articulaç

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Reservas foi instaurada em Rondônia para investigar possíveis irregularidades nos processos de criação

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Na tarde dessa segunda-feira (06), o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (SECOM), Paulo Pimenta, esteve r

Gente de Opinião Sábado, 25 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)