Porto Velho (RO) sábado, 31 de julho de 2021
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Lula pede mobilização para aprovar orçamento


Yara Aquino
Agência Brasil


Brasília - Na reunião do Conselho Político hoje (11), no Palácio do Planalto, os parlamentares ouviram do presidente Luiz Inácio Lula da Silva que não há justificativa para que o orçamento não seja votado logo, uma vez que o governo tem maioria na Câmara e no Senado, de acordo com relato do senador Renato Casagrande (PSB-ES). A data prevista para a votação é amanhã (12).

Segundo o parlamentar, o tom da reunião foi de "preocupação" e os apelos do presidente para que houvesse a mobilização dos líderes foram "bastante enfáticos". De acordo com Casagrande, Lula argumentou que é preciso mobilizar a base aliada, principalmente no Senado.

"A reunião foi mais apelos do presidente da República para que possamos votar o orçamento, argumentando que a base tem a maioria na Câmara e no Senado, e que não há justificativa para que nós não possamos votar o orçamento", afirmou.

Casagrande disse ainda que se chegou a um ponto em que, se o orçamento não for votado, o governo terá que editar diversas medidas provisórias, o que pode atrapalhar o andamento dos trabalhos da Câmara e Senado.

O líder do PT na Câmara, Maurício Rands (PE) afirmou que a conclusão da reunião é de que chegou a hora de "virar o jogo". "Não dá para constantemente deixarmos de exercer a maioria que o governo tem na Câmara e no Senado, não dá para ficar refém de uma minoria."

Em relação ao Anexo de Metas e Prioridades, que destina R$ 534 milhões em emendas de bancadas e individuais e que tem atrasado a votação, Casagrande afirmou que é preciso "tentar buscar um apoio em torno do anexo, tem parlamentares da oposição e do governo que defendem o anexo, tem pessoas da oposição e do governo que não querem o anexo".

Na avaliação de Maurício Rands "o fundamental é que na quarta-feira, de uma vez por todas, o orçamento seja votado".

Além do orçamento, Lula disse aos parlamentares que é fundamental aprovar a medida provisória que cria a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), cujo prazo constitucional para deliberação se encerra no dia 21 de março. "O presidente falou que nesse momento espera-se que no Senado vote-se a TV pública", afirmou Rands.

 

 

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu