Porto Velho (RO) sexta-feira, 6 de dezembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Lula muda o tom e ataca Alckmin em comício


Ricardo Galhardo - Agência O GloboCAMPINAS - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva partiu para o ataque, neste sábado, contra o candidato do PSDB a presidente, Geraldo Alckmin. Lula disse, sem ter provas, desconfiar de que Alckmin anunciou como suas obras de habitação financiadas pelo governo federal e afirmou que o ex-governador de São Paulo tentou esconder a situação do ensino no estado.- Outro dia vi meu adversário dizendo que fez 200 mil casas aqui em São Paulo. Não tenho os dados, mas desconfio que quem financiou as casas foi a Caixa Econômica Federal (CEF). Sabe por quê? A CEF investiu aqui em São Paulo R$ 7,5 bilhões atendendo 388 mil famílias. Como ele só mostrou 200 mil acho que elas devem ter sido tiradas destas 388 mil que o governo federal fez - acusou Lula, em discurso para mais de seis mil pessoas, segundo a empresa municipal de trânsito de Campinas.De acordo com o presidente, Alckmin impediu que São Paulo participasse do Exame Nacional do Ensino Fundamental para esconder a situação do ensino no estado.- São Paulo foi o único estado do Brasil que não fez a prova junto com o Ministério da Educação. Possivelmente porque não quisessem que soubéssemos como está a qualidade do ensino fundamental no Estado de São Paulo. Mas, como Deus escreve certo por linhas tortas, nós depois tivemos o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). E no Enem sabem em que lugar SP ficou? Em oitavo. Significa que o estado mais rico da federação está em oitavo lugar na educação dos meninos e meninas - afirmou o presidente.No discurso, Lula reforçou a divisão entre ricos e pobres, estratégia de campanha explicitada no slogan "Lula de novo com a força do povo". Na retórica do presidente, o PSDB é o partido dos ricos e o PT e seus aliados defendem os pobres oprimidos.- Li um livro que fala de todos os homens que foram presidentes do Brasil. Advogados houve muitos; professores, um monte; fazendeiros e empresários, também. Mas duvido que somando todos eles juntos tenha algum que conheça mais a alma do povo brasileiro do que eu. Este país não dá para governar com números porque pessoas não são números. Tem que governar com a inteligência, mas também um pouco com o coração - disse Lula.

Mais Sobre Política - Nacional

Jaqueline Cassol cobra votação da MP que garante Revalida

Jaqueline Cassol cobra votação da MP que garante Revalida

A deputada federal Jaqueline Cassol (PP-RO) cobrou do presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) a votação, antes que encerre o prazo, da Medida Provisórias cri

Supremo Tribunal Federal mantém decisão que proíbe gestantes em atividade insalubre

Supremo Tribunal Federal mantém decisão que proíbe gestantes em atividade insalubre

Por unanimidade e em ambiente virtual, o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou recurso da Advocacia-Geral da União (AGU) e manteve a decisão, tomada

Boa notícia: Lula dará ao velho amigo 1ª entrevista fora da prisão

Boa notícia: Lula dará ao velho amigo 1ª entrevista fora da prisão

Neste ano e meio que ele está preso, não tive condições de viajar a Curitiba e fiquei esperando o amigo sair da prisão para poder falar com ele, certo

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p