Porto Velho (RO) sábado, 24 de outubro de 2020
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Lula ficou satisfeito com seu desempenho no debate


Agência O Globo BRASILIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva ficou satisfeito com seu desempenho no debate com o tucano Geraldo Alckmin, realizado no domingo à noite pela TV Bandeirantes, segundo o governador eleito da Bahia, Jaques Wagner (PT), que viajou de São Paulo para Brasília com o presidente. Segundo Jaques Wagner, Lula disse que vai participar de outros debates porque acha que ainda ficaram muitas dúvidas que precisam ser melhor esclarecidas. - O Lula teve uma decepção com o Alckmin. Ele apresentou uma agressividade encomendada, não natural. Ele ficou mais que surpreso, estava preparado para discutir propostas, ficou decepcionado. Ele achava que mesmo sendo adversários, poderiam fazer um debate esclarecedor - disse Jaques Wagner. Jaques Wagner também explicou uma frase de Lula, dita durante o debate, de que "a compra de votos" teria começado na emenda da reeleição: - Faltou o presidente dizer: se houve compra de votos, começou lá na reeleição - disse Wagner. Para Jaques Wagner, se Alckmin mantiver o novo tom agressivo, a vantagem de Lula sobre ele no segundo turno será ainda maior. Para o governador eleito da Bahia, há um ano a oposição bate na mesma tecla e só vai perder se mantiver essa estratégia. - Se ele escolher esse caminho, prevejo que no segundo turno Lula terá uma vantagem ainda maior. O povo não se ilude mais com essa história. Estão há um ano martelando nessa tecla. Acho que quem vai perder com isso são eles - disse. Sobre a origem do R$ 1,7 milhão apreendido com petistas que seria usado para comprar um dossiê contra o tucano José Serra, Jaques Wagner disse que também não sabe de onde veio o dinheiro. No debate, Alckmin cobrou explicações de Lula sobre a origem do dinheiro. O presidente disse que não sabia e que cabe à Polícia Federal descobrir. - Não tenho a menor idéia de onde veio o dinheiro. É mais do mesmo, é mais da mesma receita. Com o debate ficou claro: a oposição vai bater mais do mesmo - disse Wagner. Jaques Wagner descartou uma comparação entre seu desempenho na Bahia, onde virou a eleição e derrotou o governador pefelista Paulo Souto, e a ida do tucano para o segundo turno com Lula. O petista disse que sua candidatura representava o novo, contra a de Paulo Souto, aliado do senador Antônio Carlos Magalhães, enquanto a de Alckmin representaria o passado. - O caso do Alckmin é bastante diferente. Eu represento o novo, venci 16 anos de carlismo. Alckmin não representa nada de novo, é o passado. O Novo é o Lula - disse.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu