Porto Velho (RO) terça-feira, 22 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Lula: 'Eu afastei o Zé Dirceu e o Palocci'


Agência O Globo RIO - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato à reeleição pelo PT, afirmou nesta quinta-feira, durante entrevista ao "Jornal Nacional", que afastou os ex-ministros José Dirceu e Antônio Palocci. Ao ser questionado sobre o que teria feito ele mudar sua posição sobre pessoas envolvidas em escândalos, uma vez que antes de ser presidente, Lula sempre denfendia o afastamento de qualquer parlamentar antes mesmo de um julgamento, o presidente respondeu irritado: - Eu nunca defendi que uma pessoas seja punida sem julgamento. (..) Eu afastei todos, sem distinção. Todos os funcionários públicos. Eu afastei o Zé Dirceu e o Palocci.Na época, José Dirceu e Antônio Palocci, então ministros da Casa Civil e da Fazenda respectivamente, teriam lido uma carta com o pedido de demissão do cargo. Foi a primeira vez que o presidente da República admitiu publicamente que os ministros não teriam se demitido, mas sim afastados.Lula falou ainda sobre a dívida com o PT que teria sido paga pelo presidente do Sebrae, Paulo Okamotto. O presidente disse que não tinha dívida nenhuma com o partido, e defendeu o direito de Okamotto impedir a quebra de seu sigilo. Ele foi perguntado também sobre o combate ao crime organizado em seu governo, a imagem do PT a os planos para um próximo mandato.Confira os principais trechos da entrevista: Mensalão: "O MP é um órgão indentependente. Procurador-geral escolhido por mim. Demonstração que o combate a ética significa permitir que as instituições façam investigações que possam e precisam fazer. A Polícia Federal, a CGU tem trabalhado de forma excepcional para desvendar toda e qualquer denúncia. Lamento que companheiros tenham feito coisas que ainda serão julgadas. Isso não macula o PT. Pode macular algumas pessoas do partido".Indiciamentos: "O procurador da República no meu governo indicia. Porque no outro governo engavetava. No meu governo, o procurador sabe perfeitamente bem que jamais durante o meu mandato e o mandato dele haveria qualquer interferência do Poder Executivo no Ministério Público. É com esse grau de liberdade que quer que ele funcione".Não sabia : "Tenho a responsabilidade por qualquer erro de qualquer funcionário público do Brasil. São mais de um milhão e 200 mil. Sou o presidente da República e se eles cometerem o erro, direta ou indretamente, eu tenho responsabilidade de agir. Puno afastando, faço sindicância. As pessoas são investigadas de acordo com a lei".Erros: "Só poderia fazer diferente se eu soubesse antes. Eu soube depois que aconteceu. O dado concreto é que muitas vezes ou por má fé ou quem sabe porque estamos vivendo uma guerra política, as pessoas dizem que o presidente devia saber de tudo. Ora, vamos ser francos e honestos, está cheio de famílias que tem problemas dentro de casa, pai e mãe que ficam sabendo que o seu filho cometeu um crime pela imprensa ou quando a polícia prende. Como pode alguém querer que o presidente da República saiba o que está acontecendo agora na secretaria de Agricultura de São Paulo que é ligada ao Ministério da Agricultura?"Investigações: "Nunca foi presa tanta gente nesse país. Crimes que começaram com quadrilhas históricas, que estavam embaixo do tapete e que nós resolvemos colocar os organismos públicos para funcionar. E a PF tem trabalhado de forma excepcional. O MP tem trabalhado bem e a CGU tem feito praticamente todos os relatórios e todas as denúncias. Não queremos esconder absolutamente nada".Dirceu e Palocci: "Afastei todos os que estavam dentro do governo federal. Todos, sem distinção. Todos os funcionários públicos. Eu afastei o José Dirceu, eu afastei o Palocci e outros funcionários que estavam envolvidos e vou continuar afastando. O governo não acusa. O governo age, pune, afasta e abre sindicância e os órgãos é que vão investigar. Isso é a única forma de continuarmos combatendo a corrupção".Okamotto: "Ele admite que cometeu um erro de não ter descontado minha indenização quando me afastei do PT. Eu disse: Quer pagar? Paga, porque eu não devo ao PT. É um direito dele não querer quebrar o sigilo dele. É um direito de qualquer cidadão".Segurança Pública: "O Brasil tem praticamente 17 mil quilômetros de fronteiras. Se tivéssemos um Exército de três milhões de soldados e de quatro milhões de agentes na Polícia Federal, ainda assim não daria para controlar a fronteira. Mas a Polícia Federal está desbaratando quadrilhas e prendendo quadrilhas como jamais foi preso nesse país. Nós estamos investindo de forma excepcional em inteligência na Polícia Federal".Metas: "Pretendo continuar dando sequência ao que estamos fazendo. O Brasil vive o seu melhor momento econômico. O Brasil cresceu no emprego, cresce a economia, crescem as exportações. A única coisa que cai é a inflação e os juros que estão caindo. Os servidores tiveram aumento de salário e os aposentados tiveram aumento de salário".

Mais Sobre Política - Nacional

GENTE QUE MUITO PULA

GENTE QUE MUITO PULA

É melhor ficar quieto e deixar que pensem que você talvez tenha errado do que mexer-se e tirar a dúvida

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos