Porto Velho (RO) sábado, 19 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Lula e Alckmin já protocolaram 137 ações no TSE


Agência O GloboBRASÍLIA - De um total de 307 representações protocoladas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) desde o início da propaganda eleitoral no rádio e na televisão, no dia 15 de agosto, 137 foram ações das candidaturas de Alckmin (PSDB) e Lula (PT), uma contra a outra. Dessas, 95 foram protocoladas no primeiro turno e 42, no segundo turno. Foram 48 pedidos de direito de resposta, 59 pedidos de perda de tempo por invasão de horário, seis requerimentos de abertura de investigação judicial e 24 ações referentes a pedidos variados, como utilização de trucagem, computação gráfica em inserções, acusação de ridicularização ou degradação de candidatos.O levantamento considerou as ações protocoladas no TSE entre os dias 15 de agosto e 24 de outubro, até às 13h. Dos 137 processos, 76 foram pedidos pela coligação de Alckmin contra a de Lula, sendo 56 no primeiro turno e 20 no segundo turno. Já a coligação de Lula é autora de 61 ações contra a adversária, sendo 39 protocoladas no primeiro turno e 22 no segundo turno.Os dois candidatos entraram no TSE com seis pedidos de abertura de investigação judicial, solicitando cancelamento do registro do candidato adversário. No primeiro turno, foram protocolados três pedidos de investigação: dois da coligação A Força do Povo (de Lula) contra Geraldo Alckmin e um da coligação Por um Brasil Decente (de Alckmin) contra o candidato Lula. No segundo turno, foram ajuizados os outros três pedidos: dois movidos pela coligação Por um Brasil Decente contra o presidente Lula e um da coligação A Força do Povo contra Geraldo Alckmin.Em decisões individuais, o ministro corregedor-geral, César Asfor Rocha, já mandou arquivar quatro representações, duas da coligação de Lula e duas movidas pela candidatura de Alckmin. Prosseguem em andamento uma ação de Lula contra Alckmin e outra de Alckmin contra Lula.

Mais Sobre Política - Nacional

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que