Porto Velho (RO) sábado, 24 de outubro de 2020
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Lula e Alckmin dividem a preferência nas regiões do país


Agência O Globo RIO - Adversários no segundo turno da eleição presidencial, Lula e Geraldo Alckmin dividiram a supremacia nas regiões do país no pleito deste domingo. O presidente teve vitórias confortáveis no Nordeste (com 66% dos votos válidos) e Norte (56%), enquanto o tucano venceu no Sul (54%) e Centro-Oeste (51%). No Sudeste, houve equilíbrio, com ligeira vantagem para Alckmin: 45% contra 43% do petista. Lula levou a melhor em 16 estados (Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Sergipe e Tocantins), e Geraldo Alckmin foi vitorioso em 11 (Acre, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina e São Paulo) O Amazonas foi o estado em que o presidente Lula teve sua vitória mais expressiva: 78% dos votos válidos. Comprovando a polarização do pleito presidencial, lá foi também onde Geraldo Alckmin teve seu pior desempenho, com 12% dos votos válidos. A situação se inverteu em Roraima, estado em que o tucano teve sua maior margem, em termos proporcionais, com 59%. Lula, por sua vez, conseguiu apenas 26% entre os roraimenses, seu menor índice no país. Em número de votos, o melhor desempenho do presidente Lula foi em São Paulo, onde ele recebeu pouco mais de 8 milhões de votos. Mesmo assim, o candidato petista ficou atrás de Geraldo Alckmin, dono de 11,9 milhões de votos paulistanos, seu maior contingente entre todos os estados. No outro extremo dos números, Roraima foi o estado em que Lula recebeu menos votos: 49 mil. Geraldo Alckmin teve seu pior desempenho no Amapá: 95 mil votos. A votação de Lula e Alckmin em cada estado: Roraima Alckmin 59,56% Lula 26,20% Amazonas Lula 78,03% Alckmin 12,47% Amapá Lula 54,4% Alckmin 32,18% Acre Alckmin 58,62% Lula 42,7% Rondonia Alckmin 47.05% Lula 45,06% Pará Lula 51,74% Alckmin 41,51% Mato Grosso Alckmin 54,57% Lula 38,87% Mato Grosso do Sul Alckmin 56,25% Lula 35,99% Goiás Alckmin 51,50% Lula 40,16% Distrito Federal Alckmin 44,11% Lula 37,06% Tocantins Lula 58,62% Alckmin 37,3% Maranhão Lula 75,49% Alckmin 18,82% Piauí Lula 67,31% Alckmin 28% Ceará Lula 71,2% Alckimn 22,79% Rio Grande do Norte Lula 60,17% Alckmin 31,57% Paraíba Lula 65,31% Alckmin 27,87% Pernambuco Lula 70,95% Alckimin 22,85% Alagoas Lula 46,67% Alckmin 37,77% Sergipe Lula 47,33% Alckmin 44,36% Bahia Lula 66,68% Alckmin 25,97% Minas Gerais Lula 50,8% Alckmin 40,62% Espírito Santo Lula 50,8% Alckmin 40,62% Rio de Janeiro Lula 49,18% Alckmin 28,86% São Paulo Alckmin 54,34% Lula 36,66% Paraná Alckmin 53,01% Lula 37,9% Santa Catarina Alckmin 56,61% Lula 33,22% Rio Grande do Sul Alckmin 55,76% Lula 33,07%

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu