Porto Velho (RO) segunda-feira, 22 de abril de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Líderes governistas defendem que Lula 'abra caixa de ferramentas'


Isabel Braga - O GloboBRASÍLIA - Se depender dos líderes do governo e do PT na Câmara, os próximos debates entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o tucano Geraldo Alckmin podem ser marcados por uma atmosfera ainda mais agressiva do que o de domingo na TV Bandeirantes. Segundo o líder do governo na Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), Lula tentou ser elegante no debate, mas Alckmin recorreu a métodos "tasso-malufistas" e ele próprio teria percebido que passou do tom.- Na medida em que o Alckmin tomou a iniciativa de fazer ataques, o Lula se houve bem. Alckmin usou métodos tasso-malufistas, em alguns momentos de forma desleal, mas ele não teve sucesso e ele mesmo sentiu que exagerou. O Lula foi mais elegante. Mas se depender da minha opinião, da próxima vez o Lula abre sua caixa de ferramentas. O Alckmin esgotou todo o arsenal e o único discurso programático que apresentou é melhorar o que Lula já está fazendo - disse o petista.O líder do partido na Câmara, Henrique Fontana (RS), disse que seu partido não queria que a campanha descambasse para a baixaria, mas afirmou que Lula estará preparado para qualquer tipo de debate no segundo turno. Na opinião dele, porém, a baixaria não traz voto para ninguém.- Eu acho que não traz voto. Achei estapafúrdia, por exemplo, falar de compra de avião. A baixaria não contribuiu para o debate. Nós não queremos esse tom, mas se o terreno for embarrado, temos chuteira de trava alta. Alckmin foi desrespeitoso - afirmou.

Mais Sobre Política - Nacional

Cultura: Contratos de patrocínio da Petrobras passam por revisão, diz Jair Bolsonaro

Cultura: Contratos de patrocínio da Petrobras passam por revisão, diz Jair Bolsonaro

O governo federal determinou a revisão dos contratos da Petrobras que estão em vigor para patrocínios ligados ao setor de cultura. Em publicação hoje 

Decreto de Jair Bolsonaro extingue centenas de canais de participação social em políticas públicas

Decreto de Jair Bolsonaro extingue centenas de canais de participação social em políticas públicas

No pacote divulgado ontem (11) para marcar os 100 dias de governo, o presidente Jair Bolsonaro assinou o Decreto 9.759, que pretende diminuir de 700 p

Senador Confúcio Moura faz intervenção e ministro da Saúde manterá tratamento de saúde especial aos indígenas

Senador Confúcio Moura faz intervenção e ministro da Saúde manterá tratamento de saúde especial aos indígenas

Diversas lideranças indígenas procuraram os vereadores Joveci do Pacarana (PSDB) e Adão Salvatico (PRB), em Espigão do Oeste, para tentar impedir a ex

Violência Doméstica contra mulher pode implicar em indenização

Violência Doméstica contra mulher pode implicar em indenização

Mulheres vítimas de violência doméstica estão mais perto de conquistar direito à indenização por danos morais. Pelo texto do Projeto de Lei 1380/19, q