Porto Velho (RO) quarta-feira, 4 de agosto de 2021
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Líder tucano troca integrante de CPI do Apagão Aéreo e irrita colega


Luiza Damé e Maria Lima - Agência O Globo BRASILIA - Com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) a favor da instalação da CPI do Apagão Aéreo na Câmara, os partidos iniciaram nesta quinta-feira a disputa pela relatoria e pela presidência e a indicação dos membros da comissão. Por causa do feriado de terça-feira, a instalação deve acontecer apenas na quarta ou quinta-feira. O deputado Otávio Leite (PSDB-RJ) está inconformado com a sua substituição como titular pelo deputado Zenaldo Coutinho (PSDB-PA). O PSDB tem direito a três indicações e o líder Antônio Carlos Pannunzio (SP) já tinha anunciado que Otávio Leite e Vanderlei Macris (SP), como autores do requerimento de criação da comissão, teriam lugar garantido, mas na tarde de quinta-feira o líder pediu que Otávio abrisse mão de sua vaga como titular. Mesmo com a negativa, foi indicado apenas como suplente. Ainda confiante de que pode reverter a decisão, Leite enviou a Pannunzio um ofício apelando para que reconsidere as indicações já encaminhadas à Mesa. Foram indicados como titulares os deputados Gustavo Fruet (PR), Vanderlei Macris e Zenaldo Coutinho. Otávio Leite disse que se sente vítima de uma grande injustiça e está disposto a recorrer a todas as instâncias partidárias para garantir sua vaga. Primeiro à bancada e depois à cúpula tucana. Ele alega que, além de ter brigado muito pela CPI, o Rio de Janeiro não pode ficar sem um representante porque foi uma das cidades mais atingidas pelo problema do apagão aéreo. - É uma injustiça e uma violência contra minha atuação nesse caso. Fiquei oito horas em pé, cheguei a ficar com as pernas bambas, invadi a base governista para pegar assinaturas! Quando vi que minha vaga fora retirada, botei a cabeça na geladeira, mas resolvi reagir. Acho que vai entrar aí uma turma do deixa-disso para contornar essa crise. Estou esperando, mas até agora nem isso - lamentou Otávio Leite. Pelo jeito, o líder Pannunzio não está preocupado com os apelos do colega de partido. No fim do dia ele ainda não tinha tomado conhecimento do ofício encaminhado pedindo a reconsideração. Avisado, disse que não tem como reconsiderar. - Não há possibilidade de voltar atrás, como ele, todos na bancada se esforçaram para essa CPI sair. Eu disse que ele faria parte por ser signatário do requerimento, mas não como titular. Não é demérito ser suplente. Ele vai poder até votar quando um titular faltar - disse Pannunzio. O partido quer comandar a relatoria ou a presidência e já ganhou o apoio do DEM. Segundo o líder do Democratas, Onyx Lorenzoni (RS), o partido não vai disputar os cargos e apóia o pleito dos tucanos. Os partidos da base do governo decidiram indicar seus membros para a CPI até quarta-feira. O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia confirmou que a presidência da comissão ficará com maior bancada. Segundo ele, o regimento é claro quando diz que a composição dos blocos parlamentares continua valendo e, portanto, o maior bloco indicará a presidência da CPI, que deve ser instalada na semana que vem. Isso não elimina a possibilidade de acordos dentro dos blocos e entre eles. Por esse critério, a presidência da CPI do Apagão ficaria com o bloco PMDB, PT, PTB, PP, PR, PSC, PTdoB e PTC. Esse bloco já foi desfeito, mas essa formação prevaleceria para a divisão dos cargos. Atualmente, o PT e o PSDB não integram blocos parlamentares. Em seu blog, o jornalista Ricardo Noblat informa que, além da disputa pelo controle da CPI, os líderes governistas e oposicionistas discutem se a Infraero será ou não investigada. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse, por sua vez, que não vai 'ficar zangado' com a instalação da CPI. Para analistas, CPIs não vão causar muitos estragos No Senado, a oposição indicou nomes para integrar a CPI criada para investigar o mesmo assunto, que, no entanto, só deve ser instalada em meados de maio.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu