Porto Velho (RO) sábado, 20 de abril de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Líder do governo diz que Alckmin cobra de Lula o que tucanos não fizeram


Isabel Braga - Agência O GloboBRASÍLIA - O líder do governo na Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), acusou o tucano Geraldo Alckmin de usar mentiras nos debates na TV para tentar ganhar votos, e de cobrar do presidente Luiz Inácio Lula da Silva aquilo que os tucanos não fizeram quando estavam no governo, citando o escândalo dos sanguessugas. Segundo ele, o esquema de venda superfaturada de ambulâncias começou no governo passado e só foi investigado no governo Lula.- O Alckmin tem usado dados inverídicos para galgar posições. Os debates em segundo turno foram importantes para o Lula apresentar contas das ações do governo, a importância dos programas de inclusão digital e do Bolsa Família, que o Alckmin agora diz que vai dar continuidade. No primeiro debate, Alckmin foi deselegante e ofensivo, e viu que não dava resultado. Lula impôs respeito e ficou caracterizado que os tucanos cobram do governo Lula o que eles não fizeram, como no esquema dos sanguessugas, que eles não investigaram. Esta é a diferença: um que diz que tem que ser feito e o outro que fez - afirmou.Chinaglia disse que tudo caminha para a vitória de Lula, e que num eventual segundo mandato será preciso construir uma nova base de apoio ao governo para aprovar matérias como Fundeb, reforma tributária e fiscal. Para o líder do governo, é importante manter o nível do diálogo para que se possa negociar matérias importantes nos próximos anos. - Não estamos quebrando pontes. Se tivéssemos reagido a discuros duros, muitos deles beirando a histeria, não teríamos governado, mas os resultados estão aqui. Não haverá queima de pontes. Teremos que construir uma nova base de apoio do governo. Há uma diferença natural entre palanque e trabalho. Com a vitória, espero que todos desçamos do palanque e possamos negociar uma pauta. Mas acho que vamos conseguir trabalhar melhor no próximo mandato.

Mais Sobre Política - Nacional

Decreto de Jair Bolsonaro extingue centenas de canais de participação social em políticas públicas

Decreto de Jair Bolsonaro extingue centenas de canais de participação social em políticas públicas

No pacote divulgado ontem (11) para marcar os 100 dias de governo, o presidente Jair Bolsonaro assinou o Decreto 9.759, que pretende diminuir de 700 p

Senador Confúcio Moura faz intervenção e ministro da Saúde manterá tratamento de saúde especial aos indígenas

Senador Confúcio Moura faz intervenção e ministro da Saúde manterá tratamento de saúde especial aos indígenas

Diversas lideranças indígenas procuraram os vereadores Joveci do Pacarana (PSDB) e Adão Salvatico (PRB), em Espigão do Oeste, para tentar impedir a ex

Violência Doméstica contra mulher pode implicar em indenização

Violência Doméstica contra mulher pode implicar em indenização

Mulheres vítimas de violência doméstica estão mais perto de conquistar direito à indenização por danos morais. Pelo texto do Projeto de Lei 1380/19, q

O presidente Jair Bolsonaro admite: Pressão derrota Capitalização na Previdência

O presidente Jair Bolsonaro admite: Pressão derrota Capitalização na Previdência

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que o regime de capitalização, um dos pilares da proposta de reforma da Previdência idealizada pelo ministro da Ec