Porto Velho (RO) terça-feira, 20 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Jeireissati: 'Lula deve respeitar seu passado'


Adriana Vasconcelos, Agência O GloboBRASÍLIA - O presidente do PSDB, Tasso Jereissati, sugeriu neste sábado que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva desista de disputar o segundo turno da eleição presidencial. As ligações telefônicas entre o chefe de Gabinete de Lula, Gilberto Carvalho, e o petista Jorge Lorenzetti, tido como articulador da operação do dossiê contra os tucanos, envolveriam ainda mais o presidente da República no que Tasso chamou de "mar de lama". - As investigações vão continuar e chegarão ao presidente da República. Não é possível entrarmos em 2007 com esse mar de lama. Se Lula fosse patriota, desistiria da eleição - afirmou Jereissati.Indagado se a saída para a oposição será pedir o impeachment de Lula, em caso de reeleição, Tasso desconversou:- Espero que tudo seja resolvido pelo voto ou então pelo próprio presidente, que tem que ter consciência de sua história e respeite seu passado.

Mais Sobre Política - Nacional

Sergio Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ

Sergio Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ

O juiz federal Sergio Moro, que assumirá o Ministério da Justiça no próximo governo, confirmou hoje (20) os nomes dos delegados Maurício Valeixo pa

Paulo Guedes quer secretaria de privatizações para acelerar a venda de ativos

Paulo Guedes quer secretaria de privatizações para acelerar a venda de ativos

O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, pretende criar uma Secretaria de Privatizações no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) par

Haddad vira réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

Haddad vira réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

É a primeira vez que o petista se torna réu em ação criminal

O presidente eleito Jair Bolsonaro diz que soberania e leis do Brasil devem ser respeitadas

O presidente eleito Jair Bolsonaro diz que soberania e leis do Brasil devem ser respeitadas

Em meio a reações como a do governo cubano que decidiu suspender a parceira com o Programa Mais Médicos, o presidente eleito Jair Bolsonaro voltou a