Porto Velho (RO) sexta-feira, 22 de março de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

INSS suspende mais de 65 mil aposentadorias e pensões


Agência O GloboRIO - O Ministério da Previdência vai suspender os benefícios deste mês de 65.302 aposentados e pensionistas do INSS que não concluíram até agora o censo previdenciário. No Rio, serão 5.690 cortes de benefícios com final 3. Quem tiver o benefício suspenso deve procurar o banco no qual recebe a aposentadoria e pensão e regularizar a situação. O pagamento é feito logo depois. Em algumas instituições bancárias, esse depósito pode ser feito em menos de 24 horas. Nos bancos menores, no entanto, esse bloqueio pode durar até 13 dias.De acordo com o Ministério da Previdência, os inativos omissos foram convocados para fazer o censo em junho de 2006 e, desde março, estão sendo informados da necessidade de atualizar os dados. Esse aviso vinha sendo feito por carta ou mesmo na hora que o saque dos benefícios era feito nos bancos.O censo previdenciário começou em outubro de 2005. Para a primeira etapa, foram selecionados 2,4 milhões de benefícios, considerados pelo INSS mais vulneráveis a eventuais fraudes, por conterem informações incompletas. Para a segunda etapa, foram chamados 14,7 milhões de beneficiários.Os documentos obrigatórios para fazer o censo nos bancos são o cadastro de pessoa física (CPF) e um documento de identificação, que pode ser a carteira de identidade, a carteira de trabalho, um passaporte, a carteira nacional de habilitação (CNH) ou o registro de conselho profissional.O edital com os nomes será publicado em jornal de grande circulação em cada estado e estará disponível na página do Ministério da Previdência Social na internet, no seguinte link: http://www.previdencia.gov.br/pg_secundarias/previdencia_social_17_19.asp.

Mais Sobre Política - Nacional

Câmara dos Deputados: CCJC aprova projeto de política nacional de prevenção ao suicídio

Câmara dos Deputados: CCJC aprova projeto de política nacional de prevenção ao suicídio

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO), informou que Câmara dos Deputados, por meio da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC)

Vídeo: Mariana Carvalho comemora a aprovação do seu projeto em que o agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

Vídeo: Mariana Carvalho comemora a aprovação do seu projeto em que o agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

Projeto da deputada Mariana Carvalho (PSDB-RO) e do deputado Rafael Motta (PSB-RN) é aprovado no Senado Federal. O projeto determina que o agressor

APROVADO – Agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

APROVADO – Agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

O Plenário do Senado aprovou, nesta terça-feira (19), projeto que determina que o agressor nos casos de violência doméstica e familiar será obrigado a

Câmara dos Deputados aprova prioridade de matrícula para filhos de mulher vítima de violência

Câmara dos Deputados aprova prioridade de matrícula para filhos de mulher vítima de violência

Proposta permite ao juiz determinar a matrícula ou transferência de dependentes da mulher vítima de violência independentemente da existência de vagaO