Porto Velho (RO) segunda-feira, 25 de junho de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

INSS: quem não atualizar dados pode perder benefício em dezembro


Agência O GloboBRASÍLIA - Os aposentados e pensionistas chamados para fazer o Censo Previdenciário a partir de julho deste ano devem atualizar os dados cadastrais até este mês. Caso contrário, perderão o pagamento do benefício já em dezembro. Os beneficiários atualizam os dados cadastrais nas agências bancárias onde recebem o pagamento.Segundo informações do Ministério da Previdência Social, 1,47 milhão de beneficiários foram chamados por meio de comunicado para fazer o censo em julho. Desses, 181 mil ainda não atualizaram os dados cadastrais.A atualização do cadastro do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) tem o objetivo de combater fraudes e acabar com pagamentos indevidos. Os aposentados e pensionistas que fazem o censo desde julho têm número de benefício de final 4. Quem não precisa atualizar os dados recebeu um aviso informando que estava dispensado.Os documentos obrigatórios para fazer o censo são o Cadastro de Pessoa Física (CPF) e um documento de identificação, que pode ser a Carteira de Identidade, a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) ou a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O INSS recomenda também que o beneficiário apresente um comprovante de residência e o Número de Inscrição do Trabalhador (NIT).

Mais Sobre Política - Nacional

Desproteção ao trabalhador faz ações trabalhistas despencarem

Desproteção ao trabalhador faz ações trabalhistas despencarem

O número de ações trabalhistas pendentes de julgamento despencou após seis meses de reforma trabalhista; até maio deste ano, as varas de todo o país t

Marco Aurélio Mello culpa Cármen Lúcia por prisão ilegal de Lula

Marco Aurélio Mello culpa Cármen Lúcia por prisão ilegal de Lula

 247 – Um dia depois de denunciar à televisão portuguesa que o ex-presidente Lula está preso ilegalmente no Brasil (saiba mais aqui), o ministro Marco

 'Decisão de Fux já custou mais de R$ 4 bi ao País'

'Decisão de Fux já custou mais de R$ 4 bi ao País'

"Uma decisão tomada há quase quatro anos pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, já custou mais de R$ 4 bilhões aos cofres públicos sem

No mesmo dia em que manobrou contra Lula, Fachin livrou Temer

No mesmo dia em que manobrou contra Lula, Fachin livrou Temer

Fachin arquivou uma investigação da Polícia Federal que recaía contra Temer. A apuração era sobre um manuscrito apreendido no gabinete do senador pel