Porto Velho (RO) terça-feira, 13 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

INSS: quem não atualizar dados pode perder benefício em dezembro


Agência O GloboBRASÍLIA - Os aposentados e pensionistas chamados para fazer o Censo Previdenciário a partir de julho deste ano devem atualizar os dados cadastrais até este mês. Caso contrário, perderão o pagamento do benefício já em dezembro. Os beneficiários atualizam os dados cadastrais nas agências bancárias onde recebem o pagamento.Segundo informações do Ministério da Previdência Social, 1,47 milhão de beneficiários foram chamados por meio de comunicado para fazer o censo em julho. Desses, 181 mil ainda não atualizaram os dados cadastrais.A atualização do cadastro do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) tem o objetivo de combater fraudes e acabar com pagamentos indevidos. Os aposentados e pensionistas que fazem o censo desde julho têm número de benefício de final 4. Quem não precisa atualizar os dados recebeu um aviso informando que estava dispensado.Os documentos obrigatórios para fazer o censo são o Cadastro de Pessoa Física (CPF) e um documento de identificação, que pode ser a Carteira de Identidade, a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) ou a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O INSS recomenda também que o beneficiário apresente um comprovante de residência e o Número de Inscrição do Trabalhador (NIT).

Mais Sobre Política - Nacional

Projeto de Mariana Carvalho isenta motorista de novos exames dentro da validade da CNH

Projeto de Mariana Carvalho isenta motorista de novos exames dentro da validade da CNH

O exame tem validade de cinco anos para condutores com menos de 65 anos.

Haddad, Ciro, Boulos e os rumos dos progressistas

Haddad, Ciro, Boulos e os rumos dos progressistas

Haddad, Ciro e Boulos precisam decidir se querem dar um passo em frente ou dois passos atrás.

O presidente eleito Jair Bolsonaro intensifica processo de transição esta semana em Brasília

O presidente eleito Jair Bolsonaro intensifica processo de transição esta semana em Brasília

Previdência, nomeação de ministros e reajuste estão na agenda

Governo Bolsonaro não fará discriminação de qualquer tipo, afirma Moro

Governo Bolsonaro não fará discriminação de qualquer tipo, afirma Moro

Futuro ministro afirma que haverá rigor contra crimes de ódio