Segunda-feira, 15 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Indústria elogia PAC mas pede mais medidas


Agência O Globo BRASÍLIA - O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Armando Monteiro Neto, elogiou o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), anunciado nesta segunda-feira, mas afirmou que a economia brasileira só aumentará o ritmo de expansão com a adoção de medidas complementares. Monteiro Neto disse ainda não acreditar no cumprimento das estimativas de crescimento anual da economia de 5%, previstas no PAC.

- É possível acelerar o crescimento, no entanto, a sustentabilidade desse processo vai depender de uma série de medidas que terão que vir a seu tempo, inclusive na perspectiva das reformas estruturais - disse. Apesar disso, Monteiro Neto avalia que o PAC é um marco importante no estímulo aos investimentos no Brasil.

- O pacote contempla tudo aquilo que o setor privado vem cobrando ao longo do tempo, ou seja, estímulo ao investimento, apoio para quem quer investir, marcos regulatórios, melhorias nas condições de financiamentos e desoneração tributária. Com relação ao crescimento econômico projetado pelo PAC para 2007, Monteiro Neto disse que, mesmo com essas medidas, será difícil alcançar 4,5%. "Mas é possível que a partir de 2008 tenhamos um desempenho próximo dos 4% ou 4,5%", avalioou.

O presidente da CNI destacou ainda que a indústria esperava medidas de maior alcance na área fiscal e na desoneração dos investimentos. A Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) afirmou que as medidas do PAC estão na direção correta, mas ressaltou a ausência "de medidas estruturais mais fortes, como a redução dos gastos públicos e as reformas tributária, trabalhista e da Previdência". O presidente da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, classificou como positivo o PAC. De acordo com a Fiesp, o programa anunciado deixa os empresários satisfeitos.

- A partir do momento que se faz um programa direcionado ao crescimento, a partir do momento que o presidente da República em todos o seus discursos fala em crescimento, começa a nos deixar satisfeitos - disse o presidente da Fiesp. Mesmo elogiando o PAC, Skaf diz que a sociedade civil organizada deve fazer como a Fiesp, que irá fiscalizar os cronogramas do plano.

Gente de OpiniãoSegunda-feira, 15 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou nesta sexta-feira (25) maioria de votos para determinar que a Câmara dos Deputados faça a redistribuição do

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

O Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (SInagências) conseguiu uma solução direta do governo após intensa articulaç

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Reservas foi instaurada em Rondônia para investigar possíveis irregularidades nos processos de criação

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Na tarde dessa segunda-feira (06), o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (SECOM), Paulo Pimenta, esteve r

Gente de Opinião Segunda-feira, 15 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)