Porto Velho (RO) terça-feira, 14 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Indústria elogia PAC mas pede mais medidas


Agência O GloboBRASÍLIA - O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Armando Monteiro Neto, elogiou o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), anunciado nesta segunda-feira, mas afirmou que a economia brasileira só aumentará o ritmo de expansão com a adoção de medidas complementares. Monteiro Neto disse ainda não acreditar no cumprimento das estimativas de crescimento anual da economia de 5%, previstas no PAC.

- É possível acelerar o crescimento, no entanto, a sustentabilidade desse processo vai depender de uma série de medidas que terão que vir a seu tempo, inclusive na perspectiva das reformas estruturais - disse.Apesar disso, Monteiro Neto avalia que o PAC é um marco importante no estímulo aos investimentos no Brasil.

- O pacote contempla tudo aquilo que o setor privado vem cobrando ao longo do tempo, ou seja, estímulo ao investimento, apoio para quem quer investir, marcos regulatórios, melhorias nas condições de financiamentos e desoneração tributária.Com relação ao crescimento econômico projetado pelo PAC para 2007, Monteiro Neto disse que, mesmo com essas medidas, será difícil alcançar 4,5%. "Mas é possível que a partir de 2008 tenhamos um desempenho próximo dos 4% ou 4,5%", avalioou.

O presidente da CNI destacou ainda que a indústria esperava medidas de maior alcance na área fiscal e na desoneração dos investimentos.A Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) afirmou que as medidas do PAC estão na direção correta, mas ressaltou a ausência "de medidas estruturais mais fortes, como a redução dos gastos públicos e as reformas tributária, trabalhista e da Previdência".O presidente da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, classificou como positivo o PAC. De acordo com a Fiesp, o programa anunciado deixa os empresários satisfeitos.

- A partir do momento que se faz um programa direcionado ao crescimento, a partir do momento que o presidente da República em todos o seus discursos fala em crescimento, começa a nos deixar satisfeitos - disse o presidente da Fiesp.Mesmo elogiando o PAC, Skaf diz que a sociedade civil organizada deve fazer como a Fiesp, que irá fiscalizar os cronogramas do plano.

Mais Sobre Política - Nacional

Concurso para PM no Paraná cobra nível de masculinidade

Concurso para PM no Paraná cobra nível de masculinidade

A Polícia Militar do Paraná abriu edital nesta segunda-feira (13) para a contratação de 16 cadetes; entre os 72 critérios psicológicos que serão avali

TCE-RO estimula participação do cidadão por meio de sugestões ao Plano de Combate à Corrupção

TCE-RO estimula participação do cidadão por meio de sugestões ao Plano de Combate à Corrupção

 A sociedade poderá contribuir com sugestões para a elaboração do Plano Nacional de Combate à Corrupção que será lançado em breve pela Estratégia Naci

Rombo da Previdência quase quadruplica em 6 anos

Rombo da Previdência quase quadruplica em 6 anos

Déficit chega a R$ 93 bi, já supera gastos com saúde e é desafio para os novos governadores

Tijolaço: Jungmann debocha do caso Marielle?

Tijolaço: Jungmann debocha do caso Marielle?

O jornalista Fernando Brito, editor do blog Tijolaço, pergunta se o ministro da segurança pública Raul Jungmann está debochando do caso Marielle ao de