Porto Velho (RO) terça-feira, 10 de dezembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Indígenas ocupam sede da Funasa no Amazonas


Amanda Mota
Agência Brasil

Manaus - Cerca de 150 indígenas de diversas etnias do Amazonas ocuparam, no fim da tarde desta terça-feira (13), a sede da Fundação Nacional da Saúde (Funasa) em Manaus. Eles prometem sair de lá somente quando o governo federal revogar uma portaria que regulamenta a prestação dos serviços de atenção à saúde dos povos indígenas no país, passando para os municípios as responsabilidades que hoje são da Funasa.

O coordenador da organização não-governamental União dos Povos Indígenas Mura, Apurinã e Sateré-Mawé (Upimas), Wuarlen Mura, as prefeituras do Amazonas e do Pará não têm competência para assumir as ações de saúde indígena. Segundo Mura, os indígenas também protestam contra as denúncias de desvio de dinheiro público na Funasa do Amazonas que levaram ao afastamento do coordenador regional, Francisco Ayres.

Para os ocupantes, a transferência dos serviços de saúde indígena para os municípios poderá resultar no aumento da corrupção. "Se na Funasa, onde os recursos são centralizados antes de chegar aos índios, já existem desvios de dinheiro público, imagine se esse dinheiro for distribuído entre as centenas de prefeituras”, questionou Wuarlen.

Os indígenas reivindicam participação direta para a indicação dos coordenadores da Funasa. “Até agora continuamos com os problemas de insatisfação nos atendimentos e altos índices de mortalidade. Só vamos sair daqui com a revogação da portaria. Queremos que o Ministério da Saúde assuma o sistema de saúde indígena”, afirma o representante da Upimas.

Na hora da ocupação, houve tumulto. Uma servidora da Assessoria de Comunicação do órgão federal teve parte das roupas rasgadas e a filmadora tomada pelos índios. A funcionária prestou queixa na sede da Polícia Federal em Manaus. De acordo com Wuarlen, a filmadora só foi "retirada" da servidora para evitar que as imagens fossem usadas para impedir a continuidade do movimento. "Fizemos isso porque eles depois usariam as imagens para dizer que o movimento está desorganizado e fazendo bagunça”, explicou.

A coordenadora da Funasa, Margareth Eulálio, disse ter recebido uma ligação anônima sobre a ação pouco antes de os índios chegarem. Wuarlen afirmou que a manifestação também se repetiu em Belém, onde os indígenas protestam contra os mesmos motivos. Mesmo assim, ele negou que a ação tenha sido articulada.

Mais Sobre Política - Nacional

Jaqueline Cassol cobra votação da MP que garante Revalida

Jaqueline Cassol cobra votação da MP que garante Revalida

A deputada federal Jaqueline Cassol (PP-RO) cobrou do presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) a votação, antes que encerre o prazo, da Medida Provisórias cri

Supremo Tribunal Federal mantém decisão que proíbe gestantes em atividade insalubre

Supremo Tribunal Federal mantém decisão que proíbe gestantes em atividade insalubre

Por unanimidade e em ambiente virtual, o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou recurso da Advocacia-Geral da União (AGU) e manteve a decisão, tomada

Boa notícia: Lula dará ao velho amigo 1ª entrevista fora da prisão

Boa notícia: Lula dará ao velho amigo 1ª entrevista fora da prisão

Neste ano e meio que ele está preso, não tive condições de viajar a Curitiba e fiquei esperando o amigo sair da prisão para poder falar com ele, certo

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p